19 de março de 2015

* Capítulo 22 - You saved me

Justin On


Quando estava me apresentando e aquela garota começou a tocar o violino, eu fiquei impressionado com a audácia dela, mas eu amei o arranjo, ela se saiu muito bem, e na minha opinião, melhorou a música, eu não tinha parado pra reparar muito nela, só depois, e ela é incrivelmente linda, e estava bem gostosa naquela fantasia, e Marchal me disse que ela é incrível atuando, e que nunca tinha tido uma atriz tão boa no que faz, o que custa eu arriscar ? Seria uma boa ter uma atriz gostosa, quem sabe não temos até algo a mais.. Fui falar com ela sobre 'negócios', ela meio que aceitou e me passou o número dela, uma assistente a chamou e eu fiquei dali a vendo se apresentar, quem diria, boa atuando e tocando, ela é incrível com seu violino, o som fica lindo misturado com batidas eletrônicas, quando ela terminou sua apresentação, chamou a One Direction, desci e fui pra plateia, esses garotos são muito bons, assisti as apresentações, até o final, eles homenagearam a nova modelo, que pelo visto era amiga da (seu nome), ela também é muito gata, acabou e estranhamente (seu nome) apareceu no paco sussurrando pra nova modelo, acho que se chama Hazel, e então ela se sentou no banco e tudo ficou escuro, porque apagaram tudo ?? Que merda é essa ? Ascenderam um holofote em direção a (seu nome) e a sua gargalhada se espalhou por todo aquele lugar, as pessoas riram também, os meninos da 1D voltaram ao palco e começaram a cantar, pensei que tinha acabado, deve ser mais uma homenagem, porque eles entregavam coisas pra (seu nome) e ela ria, todos apareceram, menos Zayn, a música terminou e Zayn apareceu com rosas, se ajoelhando em frente a ela, aaaah não, não pode ser, ela está com ele, tsc, ele acabou de pedi-la em namoro, e ela aceitou, Zayn está sempre passando minha frente.. primeiro foi a Barbara, depois essa, mas isso não vai ficar assim, talvez eu possa mudar o jogo, acabou a palhaçadinha no palco, e anunciaram que o clipe da 1D ia passar, todos se sentaram e o telão começou com uma contagem de 5, 4, 3, 2, 1!

Justin off

Você On 

Fomos todos nos sentar, incluindo Hazel, já que tinha acabado o desfile, todos nos sentamos pra assistir o clipe, começou a contagem regressiva, e quando começou a música, imagens de um local pegando fogo, não lembro disso, devem ter colocado porque tem a ver com a letra, óbvio, e as imagens iam cortando e aparecia meu rosto, a câmera com zoom nos meus olhos, que pelo visto estavam muito azuis nesse dia, e muito bem maquiados, a imagem ficava piscando e então começaram a passar flashes de momentos meus com cada um dos meninos durante a parte do " Porque você fica enchendo minha mente, com suas, pequenas mentirinhas, pequenas mentirinhas " e então começaram as minhas cenas "conhecendo os meninos em lugares diferentes, Niall sempre observando tudo, durante o solo de Louis, passaram meus momentos com Harry, Niall tirando fotos, quando voltou pro refrão, apareceram mais momentos cortados, eles manipularam as cenas, pra ficar de acordo com as batidas, aparecia eu empurrando Zayn, conforme ele caia na cama, ia de acordo com a batida, Harry me pegando no colo e me beijando de um jeito muito violento que eu não lembrava, minhas bochechas pegavam fogo e eu temia olhar pro lado e encarar Zayn, e minha mãe ali do lado, aquilo me deixou muito sem graça, eu só olhava pra tela, super sem graça, escutei risadas abafadas do Harry e do Louis e não ousei olhar, estava morta de vergonha, Zayn acaba de me pedir em namoro em uma plateia enorme de famosos, e em seguida, passa um clipe da banda, onde eu estou passando o rodo em todos eles, quase todos, o clipe foi passando, e quando chegou na minha parte com Liam no pique-nique, O DIRETOR NÃO TIROU O ÁUDIO !!! Ele parou a música, pra deixar a minha voz e do Liam, ou seja, a parte em que eu canto, está no clipe, ESTÁ NO CLIPE ! Eu fiquei com uma vontade de enterrar a cabeça no chão.. com todos cochichando por ali, alguns me olhavam, pelo menos eu não estava feia no clipe, e então chegou ao fim da tortura, onde rola aquela cena, que a Hazel e a Cara participaram, eu fui pedida em casamento, em seguida Louis aparece pra me "desmascarar" ai rola aquela treta toda da gravação, Niall chega e mostra minhas fotos com Louis, e continua aquela treta e então as meninas entram, e fazem aquela grande encenação, onde eu me sento no chão e fico chorando sozinha, enquanto todos vão aproveitar, fim. Aplausos consumiram todo aquele lugar, tantas palmas, que podiam ser escutadas de muitos km dali, olhei pra Zayn que estava de boca aberta,
ri dele, mas me senti feliz, e com muita vergonha, porque além do clipe ser estreiado  aqui, agora vai estar disponível pro mundo todo assistir, mas não posso negar, ficou incrível, estou orgulhosa de mim, Zayn apertou minha mão e eu o olhei, ele sorriu e em seguida aplaudiu também, as luzes foram ascendidas e Ed estava no palco e nos olhou de uma forma hilária



Ed: Ual !!! O que foi isso ? Estão de parabéns, (Seu nome), você estava esplendida !! - sorri e ele também - Com todo respeito Zayn ! Mas ela é uma atriz e tanto, não podemos negar, quero ela em um clipe meu também - o pessoal gargalhou, eu corei e disse obrigada, Zayn riu e Ed prosseguiu cantando sua música, Sing, Zayn apertou minha mão e começou a rir -
Zayn: Não precisa ficar com vergonha - o encarei e ele continuava a sorrir, chegou mais perto e encostou seus lábios em meu ouvido - Agora você é só minha. - sorri e pressionei meus lábios contra os seus, olhei pra mamãe que conversava com Hazel -
Você: Estou cansada, sabia ?
Zayn: Também estou, e olha que nem começou a festa!
Você: Pois é, mas vai ser legal, - olhei pra mamãe mais uma vez - Quando ela for embora, vou ficar com mais saudades.. de novo - sorri - Como você consegue ficar sem a sua por tanto tempo ?
Zayn: Bom, você pode até achar que pra você é pior, porque é mulher e vocês são amigas.. Mas eu sinto muita falta da minha, muita mesmo.. - ele encara o chão - Eu me acostumei a viver sem ela, indo de país em país, mas eu sinto muita falta, mãe é mãe né, - ele sorriu de lado - eu costumo ir lá nas férias, como os outros - ele olhou pros meninos - Sempre que acabamos as turnês, eles nos dão um tempo livre de estúdios, e então todos nós voltamos pra casa, no momento a gente ta vivendo no estúdio praticamente, mas em julho teremos o mês todo de férias, na verdade, mês que vem, já que já acabamos a turnê no mês passado, no mês que vem, posso te levar pra casa, minha mãe vai adorar conhecer você, e as meninas também vão te adorar ! Principalmente a Waliyha, ela já gosta de você.
Você: Você tem irmãs ? Quantas ?
Zayn: Sim, 3, Doniya tem 24, Waliyha tem 17 e Safaa tem 15. E você tem irmãs ? ou irmãos ?
Você: Tenho, 1 irmão - sorri - Ele se chama Marcos, e tem 21. Oque você anda falando de mim pra Waliyha?
Zayn: Eu sempre quis um irmão, mas só tenho irmãs
Você: Pode levar o meu se quiser - ele sorri - E eu sempre quis ter uma irmã
Zayn: Posso te emprestar uma das minhas.. Falando em idades, quando você faz aniversário ? - Nossa, estar aqui me fez esquecer que faço aniversário, Zayn me faz esquecer tudo, -
Você: Hã, dia 7 .. - parei pra pensar - de julho.
Zayn: Sério ?? - concordo com a cabeça - Então vai ser nas férias, ótimo!
Você: E você senhor Malik, quando faz aniversário?
Zayn: 12 de janeiro
Você: Ahh, então já passou, que pena !
Zayn: Eu faço aniversário todo ano, bobinha ! - gargalhei -

Você: Se não me contasse eu não saberia ! - ele sorriu e Miranda no palco estava falando algumas coisas, que nos chamou atenção, ela agradecia a presença de todos, agradeceu todos que se apresentaram, e chamaram as modelos pra comparecerem ao palco, olhei pro lado e Hazel já tinha sumido e eu não havia notado, mamãe falava ao telefone com uma das mãos no ouvido, ignorei e voltei meu olhar para o palco, todas as modelos foram subindo e pararam fazendo poses pra fotos, aplaudiram, e Justin Bieber e Bruno Mars(oooi???) também apareceu ao lado dele.

Você: Zayn - ele me olhou - Você não respondeu minha pergunta sobre a Waliyha! - ele sorriu - O que você anda falando sobre mim hein, senhor Malik ?
Zayn: Bom, ela me perguntou sobre você, perguntou se você era legal, eu disse que não e que só estou com você porque é linda e brasileira - o encarei séria - brincadeira, ela disse que você é a garota mais bonita que ela já viu, e que eu nunca conseguiria uma melhor, e que ainda não sabe como você se interessou por mim - gargalhei, que bonitinha, mas na minha opinião, ele conseguiria muitas melhores.. Ele é incrível - 
Você: Fala pra ela que eu disse obrigada, você tem foto dela ai ?
Zayn: Sim - ele pegou o celular e logo foi no rolo de fotos, e me mostrou essa -

Você: Sabe aquele lance, de os mais novos são mais bonitos ?
Zayn: Sei
Você: Então, é realmente verdade, ela é muito gata, e bem mais bonita que você ! Tenho outro exemplo, meu irmão é mais velho, e eu sou mais bonita que ele !
Zayn: Então você me acha bonito ? - ele ficou me encarando e eu fiquei sem graça, bochechas queimando, isso é um saco, eu sempre fico vermelha -
Você: hmm, mais ou menos, você é meio feinho .. - ele riu -
Zayn: Tudo bem então - ele fez cara de choro, e eu fiquei rindo -
Você: É brincadeira, mas não posso te contar o que acho, senão você vai ficar se achando demais.. - ele sorriu -
Zayn: Então me conta depois, e o seu irmão, tem foto dele ai ? - balancei a cabeça e peguei o celular -
Você: Ele acha que ele é forte 

Você: E também acha que seduz as novinhas na praia, de olhos fechados - deslizei o dedo pro lado -


Zayn: Olha.. Eu não sou gay não, mas o seu irmão é mais gato que você, e vocês nem se parecem 
Você: Oqueeeee ? Ai meu Deus, você está contaminado !! Os sintomas são terríveis! - ele riu e Miranda apareceu no palco. Eu não estava prestando muita atenção, só sei que fomos liberados para a festa, fomos para o espaço onde seria, era um pouco distante, mas fomos mesmo assim, fui falar com mamãe -

Você: Era o papai na ligação? - ela me olhou -
Sua mãe: Era sim, ele queria saber se está tudo bem - ela sorriu -
Você: Ah sim, está com sono?
Sua mãe: Sim - olhei pra um lado e pro outro e sussurrei -
Você: Eu também ! - nós rimos - Daqui a pouco nós vamos embora, também estou cansada - um garçom nos interrompeu, passando com salgadinhos foleados, que eu adoro, pegamos e em seguida passaram servindo várias bebidas, mamãe pediu uma taça de vinho, e eu quis suco natural, não gosto muito de beber, e hoje não estou com vontade, e não vou beber nem tão cedo depois do que aconteceu.. Me lembrar da morte do Arthur me arrepiou e bateu uma certa tristeza, mas logo me recompus ao ver o sorriso de Zayn em minha direção -
Zayn: Harry não pode ver bebida, ele já sumiu no meio da multidão, com certeza pra dar em cima de alguém - ri -
Hazel: Ei! - Hazel chegou perto abraçando minha mãe de lado, com certeza, ela não estava pura, ri disso -
Você: Hazel, eu e mamãe vamos embora, mas se você quiser ficar, não tem problema, mas tem alguém pra te levar? - Cara apareceu -
Cara: Eu me encarrego de cuidar dos bêbados - ri disso e mamãe também -
Zayn: Eu levo vocês, também vou ir embora
Você: Não precisa - sorri - Sério, pode ficar, não precisa levar a gente, podemos ir de táxi.
Zayn: Não vou deixar duas donzelas irem de táxi, vestidas assim ! - ele gesticulou suas mãos em direção ao meu corpo - e fora isso, eu estou cansado, amanhã temos que estar no estúdio cedo, e eu não quero estar de ressaca, nem mesmo muito cansado, e já são 03:00 !
Você: Se você insisteee, ok, vamos ! - abracei Cara e em seguida Hazel - Tchau meninas, e Hazel - ela me olhou - comporte-se!!! - ela revirou os olhos e Cara riu, Hazel se despediu da minha mãe e de Zayn, em seguida saiu andando - Cara, é sério, não deixa ela beber muito, ela fica bem fora de si.
Cara: Sim senhora! Tchau gente ! - acenei e sai, fomos andando em direção a porta, e estava lotado de paparazzis, dei a mão pra Zayn que estava no meu lado esquerdo e mamãe no lado direito, fomos andando e seguranças nos cercaram, fazendo uma escolta pra que chegassemos em paz no carro, muitos flashes, estavam me deixando cega, entramos no carro e Zayn deu partida, dei graças a Deus por sair daquele lugar, a viagem estava seguindo tranquila, Zayn e mamãe ficaram conversando sobre o lugar, e eles estavam combinando de ir amanhã passear, fazer um tour em Londres antes da mamãe ir embora, pode isso ? Eles estão super animados, cheios de idéias sem mim, fiquei com vontade de rir, mas deixei que eles continuassem a falar do lugar, fiquei olhando pela janela, mesmo na escuridão da madrugada, o lugar continuava tão aceso, era incrível, encostei a cabeça no vidro e fechei os olhos-


----

Zayn: ... ei (seu nome), acorda, (seu nome), nós chegamos - eu abri os olhos e o vi sorrir, fechei os olhos novamente -
Você: Ta bom. - escutei sua risada, abri os olhos e olhei pela janela do carro, mamãe já estava na porta, destrancando a mesma, vi Zayn aparecer do lado de fora e abrir a minha porta, eu só sei que estou com sono demais pra me mover, preciso dormir, Zayn me pegou no colo e eu encostei meu rosto em seu pescoço, ele é tão cheiroso, mas é o tipo de perfume que da vontade de morder a pessoa, agarrar, meu Deus, como ele cheira bem, eu amo o perfume dele, amo esse cheiro de.. de Zayn, fechei meus olhos novamente -


Você off 

Zayn On 

Combinei com a mãe da (seu nome) de sair amanhã, nós três, ela parecia animada pra conhecer a cidade, ela é incrível, uma mulher muito inteligente, e tão parecida com a (seu nome), que chegou a me deixar assustado com isso, elas tem o jeito tão parecido, que chega a ser engraçado, ficamos bastante tempo falando de cidades, de Londres, do Rio, ela me contou de alguns lugares do Brasil que eu preciso ir, quando olhei pro lado, (seu nome) estava apagada, com a cabeça encostada na janela.

Zayn: A (seu nome) dormiu, deve estar bem cansada - a olhei e um sorriso espontâneo se formou no meu rosto -

(Sua mãe): Ela sempre foi assim, desde que era criança, sempre que saia com a gente, e voltavamos tarde, ela dormia no caminho de casa, e apagava profundamente, as vezes, quando a gente acordava ela, ela não queria sair do carro - ela riu - Que saudades dessa época .. Não que eu não quisesse ela aqui, mas.. Eu sinto saudades de ter uma criança pra cuidar, e ela cresceu. - ela olhou de uma forma carinhosa pra ela e eu sorri - sabe Zayn, ela realmente gosta de você, depois que aquele menino morreu.. e eu não estava aqui com ela, fiquei desesperada em casa, por que não sabia como ela ia reagir, ela o conhecia há um tempo, desde que entrou no colégio. Fiquei com medo dela fazer algo.. Eu tenho tanto medo de perder ela.. Mas obrigada por ter ficado com ela, quando não estive aqui, ainda bem que ela fez amigos aqui, e graças a Deus Hazel veio pra cá também.
Zayn: Ela ficou bem mal mesmo, mas pode deixar.. Nós vamos cuidar dela, eu também gosto muito dela, ela é incrível - sorri -
(Sua mãe): Por favor, faça isso, não a abandone nunca. Depois do que aconteceu no ano passado, eu tenho muito medo de algo acontecer.. Você sabe o que aconteceu não é ? Ela já deve ter contado
Zayn: Sobre a cicatriz ?
(Sua mãe): Sim, aquele dia foi o pior da minha vida, se ela tivesse morrido.. - olhei pelo espelho e os seus olhos estavam marejados - eu não sei o que eu faria.. Perder ela seria como perder uma parte de mim, eu não suportaria ficar sem ela, sem o meu bebê risonho - sorri e ela riu - Cuide bem dela. 
Zayn: Pode deixar - sorri - Chegamos.
(Sua mãe): Vou ir abrir a porta, tenta chamar ela, se ela não levantar, carrega ela até lá em cima pra mim?
Zayn: Ta bom. - ela abriu a porta do carro e saiu, carregando a bolsa dela, e da (seu nome). Virei pro lado e peguei na mão da (seu nome) - Amor, (seu nome), acorda, (seu nome) nós chegamos - ela olhou pra mim mas logo fechou os olhos e me respondeu "Ta bom" ri disso e sai do carro, fui pelo outro lado, abri a porta dela, tirei o cinto de segurança e peguei ela no colo, passei pela porta e fechei, subi as escadas e levei ela pro quarto dela, a mãe dela devia estar no banheiro de baixo, já que eu vi a luz de lá acesa quando subi, coloquei (seu nome) na cama devagar, e ela se encolheu, tirei as botas dela, e ela nem se moveu, liguei o ar no 22° e a cobri, fiquei sentado fazendo carinho no cabelo dela. olhei o relógio e já eram 03:40, dei um beijo em sua bochecha e levantei, a mãe dela estava na porta rindo, sorri mas estava com muita vergonha -

Zayn: Tchau, até amanhã 
(sua mãe): Vou te levar até a porta - assenti com a cabeça e descemos as escadas, e andamos até a porta - Tchau meu filho, vá com Deus, e toma cuidado, até amanhã - dei um beijo em cada bochecha dela -
Zayn: Ok, tchau, até amanhã! - sai e fui em direção ao carro, entrei e dei partida pra ir pra casa -



Zayn off


Hazel On 

(seu nome), Zayn e (Sua mãe) foram embora, os meninos ficaram, fui pra pista de dança e fiquei dançando com a Cara, bebia tudo que me serviam, alguns caras vinham dar em cima de mim, mas eu não estou afim de ficar com ninguém, só quero me divertir, fiquei rindo dos passos de dança que Cara fazia, e ela também ria bastante, eu não sabia se estava rindo demais porque estava bêbada ou porque ela é muito engraçada, muitos famosos vieram falar comigo, entre eles, Justin Bieber, olhei pro lado e vi Harry, que estava super louco, agarrando uma morena, comecei a rir muito disso, Justin veio em minha direção, e ela vinha sorrindo, tinha um sorriso bem malicioso, mas o que que tem ? Eu to bêbada, acho que ele ta também, o garçom passou servindo mais bebida e eu peguei e então Cara pegou da minha mão

Cara: Não senhora, você já bebeu muito.
Hazel: Você não devia aceitar ordens da (seu nome), ela é muito chata ! - comecei a rir e Cara também, Justin chegou perto e perguntou se eu estava bem, e então pegou minha mão e foi me levando pra algum lugar, dei tchau pra Cara que me olhou estranho, e em seguida Niall apareceu do seu lado, Justin me levou pra um lugar meio escuro, e calmo, eu escutava o som da música abafada, ele me empurrou na parede e ficou bem perto, eu sentia sua respiração na minha nuca -

Hazel: Justin.. Não.. Você não devia fazer isso

Justin: O que você acha que eu não deveria fazer ? - ele pressionou seus lábios contra os meus, e começou a descer suas  mãos pra minha bunda, sua língua perambulava pela minha boca, e eu já não sabia que estava com mais gosto de vodka na boca, eu ou ele, ele subiu uma de suas mãos pras minhas costas, onde achou o zíper do meu vestido, e ele o abriu -

Hazel: Justin, você ta louco ? - ele tentou continuar o beijo mas eu tirei o rosto de sua direção, e ele foi em direção ao meu pescoço, me dando chupões, e então continuou puxando o meu vestido - Justin ! Para, Justin, para, eu já falei pra parar!! - Eu tentei o afastar, mas ele segurou minhas duas mãos e continuou me beijando contra minha vontade -
Justin: Você não está gostando ?
Hazel: Não! Me solta, Justin ! - ele estava apertando meus pulsos, e começou a distribuir beijos pela minha clavícula, e indo em direção aos meus seios, comecei a me debater e tentando mover minhas pernas, mas ele estava me apertando demais - Você está me machucando! PARA COM ISSO! - Ele parecia não me escutar, e estava apertando meus pulsos cada vez mais e eu comecei a me desesperar ali, estavamos sozinhos e não tinha ninguém pra me ajudar, ele é mais forte que eu, e eu bebi muito, isso me torna muito mais fraca que ele.

Hazel off

Louis On 

Estava indo até o camarim pegar as minhas coisas, pra ir embora quando escutei uns gritos vindo da sala ao lado, era uma garota reclamando " Me solta..", não, não era apenas uma garota, era a Hazel, abri a porta, e Justin estava grudado a ela como um sanguessuga, e ela não parava de se debater, e estava chorando, ele segurava seus pulsos com tanta força, que as juntas dos seus dedos estavam brancas.

Louis: Justin, solta ela ! - ela me olhou desesperada -
Justin: Sai daqui !
Louis: Ela já falou pra você soltar ela.
Justin: Não, eu não vou soltar, o que você vai fazer se eu não soltar ? - Ele começou a rir, e estava notavelmente muito bêbado, fui caminhando na direção deles, e dei um soco em sua cara,
ele caiu no chão e seu nariz começou a escorrer sangue, ele ficou jogado no chão e rindo sozinho -

Louis: Isso, eu ia fazer isso. Vamos Hazel - tirei minha jaqueta e coloquei em seus ombros, segurei sua mão e saímos da sala, voltando em direção a festa - Está tudo bem ? 
Hazel: Sim.. Me leva pra casa, por favor? - ela fitou o chão, com certeza por que estava com vergonha -
Louis: Ta bom, vou só avisar pra Cara, já volto, fica aqui - dei dois passos e voltei - na verdade, não fica aqui não, vem - a puxei pela mão, depois do que aconteceu é melhor eu não deixar ela por aqui, fomos andando e acenei pra Cara e ela veio até nós -
Cara: O que foi ? - ela olhou pra Hazel - Aconteceu alguma coisa ?
Louis: Ela ta enjoada, achei ela vomitando no banheiro - ela me olhou como se estivesse me agradecendo mentalmente - Vou levar ela em casa
Cara: Ok, vão com cuidado - ela abraçou Hazel e me abraçou também, fomos andando até chegar na porta da saída, lá os seguranças nos levaram até o carro, mas já estava menos lotado de paparazzis, mesmo assim, os flashes incomodavam demais, conseguimos chegar, e entramos no carro, dei partida, e ela ficou em silencio o tempo todo, já tinha 30 minutos que eu estava na rodovia -
Louis: Você está com a chave da sua casa ai ?
Hazel: Hm, droga, não, está na minha bolsa, que por acaso está no carro da Cara, junto com o meu celular - ela colocou a mão sobre o rosto - Que merda!
Louis: Ta tudo bem, usa o meu - desbloqueei e entreguei o celular na mão dela, ela ficou me olhando de uma forma engraçada como se eu tivesse lhe entregado um diamante, dei uma gargalhada e ela corou, e discou os números e fez a ligação -
Hazel: O celular dela está desligado, vou ter que dormir no quintal - ri - Não, é sério. Vou dormir na varanda. Eu não lembro o número da mãe dela, e os quartos são no segundo andar, se eu for gritar, vou acordar todos os vizinhos.
Louis: Não vou deixar você dormir na varanda, nem no quintal, você pode dormir lá em casa e amanhã de manhã te levo de volta, vou ter que ir pro estúdio cedo mesmo.
Hazel: Não, não precisa, eu não ligo de dormir na varanda - comecei a rir -
Louis: Você está bêbada, e você é famosa agora, com certeza já sabem o seu endereço, não é seguro uma garota como você e vestida do jeito que está, dormindo na varanda, nem um pouco seguro - ela olhou pras suas coxas e depois me encarou séria, fiquei com vontade de rir, mas não ri - 
Hazel: Ta, mas me leva de manhã 
Louis: Sim senhora. - chegamos em casa, e eu usei o controle remoto pra abrir o portão, entramos, estacionei o carro, e o desliguei, olhei pra Hazel, que estava de olhos fechados -
Louis: Hazel, nós chegamos - ela abriu os olhos e olhou em volta, tirei meu cinto e ela tirou o dela, saímos do carro, e fui em direção a porta, destranquei e entramos, a tranquei de volta -
Hazel: Lou - a olhei - Você pode me arrumar uma toalha, e me emprestar uma cueca.. e uma blusa ? - ri de novo -
Louis: Sim, vou pegar, está com fome ?
Hazel: Não
Louis: Tem certeza ?
Hazel: Tenho sim.
Louis: Ok, já volto - sai e subi as escadas fui no quarto e peguei um moletom, uma cueca nova que estava na gaveta e uma toalha, desci as escadas e entreguei pra ela - Aqui. O banheiro é ali no corredor, primeira porta à esquerda
Hazel: Obrigada. - ela saiu andando em direção ao banheiro, onde entrou e trancou a porta, aproveitei em quanto ela estava no banho e subi pra arrumar o quarto que ela ia dormir, a janela estava aberta, então eu a fechei, troquei o lençol de cama, liguei o ar e deixei o cobertor em cima da cama, fui pro meu quarto e fui tirando minhas roupas pra ir tomar banho, olhei no visor do celular e já eram 04:45, eu tinha que estar no estúdio as 08:00, ótimo, entrei no box, e liguei o chuveiro, fiquei ali por um bom tempo relembrando as cenas de Justin com Hazel, aquilo me irritou muito, como ele pode fazer aquilo com ela ? Por mais que ele estivesse muito bêbado, se eu não tivesse chegado.. talvez ele tivesse.. Não quero nem pensar nisso, fiquei ali um bom tempo pensando, até que terminei, me sequei e coloquei um short, sai do quarto e fui na cozinha pegar um pedaço da torta de chocolate que comprei hoje de manhã, fiquei lá encostado na pia, comendo a torta e fitando o chão -

Louis off

Hazel On

Quase surtei quando Louis me entregou seu celular desbloqueado e quase surtei quando ele me disse que eu dormiria aqui, mas estar bêbada me ajudou bastante, na verdade, eu já esqueci um pouco do motivo de eu dormir aqui, mas tudo bem, amanhã melhora, tirei o salto, e é ótimo a sensação de tocar o meu pé cansado no chão gelado, tirei a fantasia, e a calcinha, prendi o cabelo e liguei o chuveiro, a água estava morna, e eu não queria sair dali nunca, lavei meu rosto, e peguei um sabonete liquido que havia ali pra tentar remover a maquiagem toda, lavei várias vezes o meu rosto, até ter certeza que tudo tinha saído, passei o sabonete no corpo e fiquei ali pensando, os flashes com o Justin, o soco que Louis deu nele, graças a Deus ele estava lá, se não estivesse, Justin me estupraria ali, ele estava fora de si, completamente bêbado, eu também estava muito, agora o efeito melhorou, mas é melhor eu deixar isso pra lá.. Amanhã Justin não lembrará de nada disso, e eu espero não lembrar também, desliguei o chuveiro e peguei a toalha, me sequei e peguei as roupas que Louis me trouxe, vesti minha calcinha, e depois a cueca de Louis que me serviu como short, em seguida, coloquei seu moletom, ele cobria minha bunda, mas deixava minhas pernas tão nuas, que eu fiquei com vergonha de sair dali, abri a porta, olhei pro corredor e estava vazio, sai andando devagar pra não fazer barulho, estava indo até a cozinha pra beber água, mas bati com o dedo mindinho em um arranjo no chão

Hazel: Aaaaai, merda! -sussurrei e me virei e encontrei Louis na cozinha SEM CAMISA, olhando pro chão enquanto mastigava alguma coisa, estava SEM CAMISA, que parecia ser um pedaço da torta que estava na mesa, ele fica tão lindo assim.. Não olha pra mim, não olha pra mim, não olha pra mim, se eu voltar agora, ele nem vai me notar, voltei devagar andando de costas, e bati no armário, e ele me olhou -

Hazel: Hã, ooi. - Ele me olhou da cabeça aos pés, me analisando e abrindo um pouco a boca, e arregalou os olhos -

Louis: hum, oi. - ele me olhou sem graça - Quer ? - ele estava se referindo a torta
Hazel: Parece boa - sorri e peguei um pedaço - Tem água ? hã. Pra beber ? - ele riu -
Louis: Tem, quando quiser alguma coisa pode pegar, não precisa me pedir - Se eu quiser pegar você? Posso pegar? Ele abriu a geladeira e pegou uma garrafa de vidro em seguida me deu um copo e colocou água pra mim.
Hazel: Obrigada - sorri - 
Louis: Por nada. Vem, vou te mostrar o quarto que vai dormir. - assenti e o segui até o segundo andar - É esse aqui. - ele abriu a porta de um quarto todo branco, com os móveis brancos também, o lençol de cama era branco e tinha um cobertor Vermelho em cima da cama com dois travesseiros - Boa noite, até amanhã - ele me deu um beijo no rosto e saiu do quarto, fechando a porta, sorri e apaguei a luz, me deitei e me cobri, fechei os olhos, e senti algo se mexendo de baixo do cobertor, levantei a acendi a luz, puxei o cobertor e tinha um esquilo ! Soltei um grito estridente, e corri pra fora do quarto, dei de cara com Louis desesperado ali -

Louis: Oque foi ????? 
Hazel: Você por acaso tem um esquilo de estimação ?
Louis: Hã? Não, claro que não.
Hazel: É, mas tem um em cima da minha cama.
Louis: Um esquilo ?
Hazel: Sim, eu não estou vendo coisas, ok ? 
Louis: Ele deve ter entrado pela janela que estava aberta, vou pegar a vassoura pra matar ele - ele foi andando e eu segurei seu braço -
Hazel: OQUE ? Nãaaaao, você não vai matar ele! 
Louis: Ué
Hazel: É só você ir lá e abrir a janela do quarto pra ele sair 
Louis: Mas ele não vai simplesmente sair de boa vontade
Hazel: Ele vai sair quando quiser, mas não mata ele, só abre a janela e desliga o ar, 
Louis: Ok - ele abriu a porta devagar, e eu fiquei encostada nela olhando, ele viu o esquilo em cima da cama e começou a rir - Ele é tão bonitinho, por que não dorme com ele ? O olhei séria e ele riu -
Hazel: Não sei.. Acho que hoje não estou afim de dormir com um esquilo ! Porque será? Pessoas não dormem com esquilos ! - ele riu e desligou o ar, abriu a janela e saiu do quarto, fechando a porta -
Louis: Agora você vai dormir no meu quarto, o outro está sendo reformado, está uma bagunça, não se preocupe, eu posso dormir no chão. - ele sorriu -
Hazel: Não, eu posso dormir no chão, não tem problema.
Louis: Quem é o homem da relação ? - ri - Sou eu. Você vai dormir na cama.
Hazel: Não precisa dormir no chão, dorme na cama comigo, não tem nada demais - dei de ombros e ele me olhou, achei que era um olhar de malícia mas logo ele riu de lábios unidos -

Louis: Ok, você é tão mandona, me dando ordens de libertação de esquilos, ordem pra dormir na cama.. - ri e ele também, fomos em direção ao quarto, ele me deu um travesseiro e eu me deitei, ele apagou a luz, e logo veio se juntar a mim, virei de costas pra ele.
Louis: Boa noite de novo - sorri -
Hazel: Boa noite.


---------------------------------------------

Ooi oi gente, mil perdões pela grande demora, sério, eu tive muitos problemas, fiquei um tempo sem internet em casa, tive uns probleminhas pessoais que me atrapalharam muito, e pensei em largar a fic, mas eu vou terminar essa fic, porque seria sacanagem minha fazer isso com vocês. enfim, ta ai o cap, espero que gostem.
Bea ;*


28 de fevereiro de 2015

Capitulo 16 - Já sinto sua falta.



-

                                                Você on

 Já estava quase na hora do Louis ir para o apartamento dele arrumar sua mala, que ele ainda não arrumou, e se arrumar. Eu fui com ele e me limitei ficar trancada com ele no quarto, vendo-o organizar algumas roupas que ele levaria, ele parecia até um homem responsável. Ele percebeu meu olhar e parou o que fazia para sorrir e me dar um selinho demorado e molhado.

Eu: Eu amo você.
Louis: Eu sei. -sorriu.- Eu amo você mais.
Eu: Eu sei. -mordi meus lábios.-
Louis: Posso saber o que se passa na sua mente?
Eu: Não se passa nada. -sorri.-
Louis: Porque estava me olhando com esse sorriso lindo. -ele tocou meus lábios com seu dedo.-
Eu: Estava me perguntando por que me apaixonei por um cara feio. -comecei a rir.-
Louis: Retira o que disse. -pegou em meu braço, me fazendo deitar na cama.-
Eu: E se eu não quiser? -me fez coquinhas, e eu sorri.- Para...
Louis: Só se você repetir comigo. -ele parou, me deixando respirar.- Meu namorado.
Eu: Meu namorado. -suas sobrancelhas levantadas, e as mãos preparadas para me fazer cocegas.-
Louis: É muito lindo.
Eu: E se acha demais. -completei a frase, e ele começou a fazer coquinhas.- Ta bom, ta bom, eu falo! -rindo.-
Louis: Fala então. -parou as coquinhas.-
Eu: É muito lindo.
Louis: E eu aceito. -juntei o cenho.- Fala.
Eu: E eu aceito.
Louis: Casar com ele. -arregalei os meus olhos.- Anda, fala! -seu sorriso apareceu, e o meu também.-
Eu: Você esta falando sério?
Louis: Não foi isso que eu mandei você falar. -me fez coquinhas.-
Eu: E eu... -risadas.- e eu aceito casar... com ele. -ele parou, e eu o abracei forte.-
Louis: Boa menina. -desabracei dele, e o olhei.-
Eu: Você estava falando sério? -sorriu.-
Louis: Claro que não, vê se eu quero me entregar a uma mulher que eu estou disposto a ter na minha cama todas as noites, ela vai ocupar a cama toda com as suas gorduras. -brincou.-
Eu: Não sou gorda. -o viramos na cama e eu fiquei em cima dele, e me sentei em cima dele.- Agora você vai ver.
Louis: E oque você vai fazer? -mordi seu lábio inferior e o soltei.-
Eu: Te seduzir até você pedir para parar.
Louis: Ah, pode deixar comigo que eu não vou pedir.

 Eu o beijei, e apertei seus braços. Suas mãos foram em minha bunda a apertando. Pedi passagem com a língua e ele me deu, juntando a sua com a minha. Ouvimos batidas na porta, mais ignorei, e comecei a beijar seu pescoço.

Louis: Vai embora, eu estou sendo torturado. -eu o olhei, e sorri.-
Harry: Eu quero pegar minha mala, não tem como deixar isso pra depois não? -ele abriu a porta, e logo tampou os olhos, brincando com a situação.-
Louis: Posso saber porque o mané esta de olhos tampados?
Harry: Por causa de vocês.
Eu: Mais estamos de roupa Harry.
Harry: Mais estão em posições de sexo. -revirei os olho, e sai de cima de Louis.-
Eu: Ele é sempre assim?
Louis: Ta piorando com a idade. -fiz uma cara de pena.-
Eu: Coitado. -sorrimos.-
Harry: Já posso abrir?
Louis: Pode pateta. -ele tirou suas mãos dos olhos, e nos encarou.-
Harry: Saímos em vinte minutos.
Louis: Ok. -suspirou, e se levantou da cama.-

 Harry pegou sua mala, e saiu do quarto. O Louis entrou no banheiro, e saiu depois de alguns minutos de box. Fiquei com as minhas bochechas ardendo quando ele me olhou e deu um sorriso ao vesti a calça, e logo depois a camisa polo e uma blusa de frio. Fiquei olhando ele arrumar o cabelo, ou bagunçar, e esborrifar perfume em seu pescoço. Me levantei da sua cama, e dei um beijo em sua bochecha. Ele pegou sua mala e saímos do quarto de mãos dadas.

Eu: Sobre o casamento, eu estava pensando em manter segredo. -ele sorriu.-
Louis: Tudo bem, eu pensei em manter em segredo por um tempo. -me selou.-

 Ali na sala estava o Liam e Harry jogando vídeo-game, e quando Harry perdeu, Louis se sentou em seu lugar e eles começaram a jogar.

Eu: Cade o Niall e o Zayn? 
Liam: Zayn boneca deve esta passando maquiagem, e o Niall...? Eu não sei. -ele não tirava os olhos do jogo.-
Harry: Deve esta na cozinha com a Rafaela.
Louis: Deve esta comendo. -seu tom estava com um toque de segundas intenções.-
Harry: Niall safado.
Liam: Que mente poluída, Deus me livre.

 Eles voltaram a atenção ao jogo, e eu caminhei para o corredor, e fui ao quarto de Zayn. Bati na porta três vezes e ele disse um entra. Ele estava arrumando seu cabelo em frente ao espelho, e assim que me viu abriu um sorriso.

Zayn: Oi baixinha.
Eu: Oi Zap. -me sentei em uma das três camas ali.-
Zayn: Alguma coisa nova pra contar?
Eu: Não, nada de novo. -suspirei.- Você sumiu lá de casa.
Zayn: Carente de amigo?
Eu: Talvez. -sorriu.- eles estão esperando você.
Zayn: Harry acabou de se arrumar?
Eu: Já sim.
Zayn: Hum, melhor eu ir então. -ele pegou a mala em cima da cama em que eu estava sentada.- Vamos?
Eu: Aham. -sorri.-

 Fomos para a sala de braços dados e vi a Rafaela sentada no sofá, vendo o Niall e o Louis disputando uma queda de braço na mesinha. O Louis olhou para mim e Zayn, e se distraiu, Niall acabou vencendo, e Louis encarou Niall, que estava comemorando.

Louis: Não valeu, eu quero revanche. -bateram na porta, e todos olhamos para a porta aberta, era aquele homem, o Paul.-
Paul: Vamos logo, a vã esta lá em baixo. -ele estava sério.-
Niall: Dentro da vã eu deixo você perde de novo. -pegou sua mala.-
Louis: Até parece.
Paul: Eu to falando grego? Anda logo.
Louis: Relaxa Paul, brigo com a patroa? -riram.-
Harry: Como eu sou exemplar vou indo na frente.
Liam: Sei, o mais exemplar da banda. -ironizou.-

 Os meninos saíram discutindo, e logo atras Rafaela, Louis, eu e o Paul. Fomos caminhando até o elevador, onde eu e a Rafaela nos despedimos deles com um abraço e o Louis me deu um selinho molhado, eu o olhei sorrindo e segurei em sua nuca exigindo um beijo direito .

-




-

 Eles se foram, e nos duas fomos para o apartamento conversando. Eu fui ao meu quarto, e arrumei minha mala, já que a viagem foi adiada para amanhã cedo. Quando eu terminei, deixei minha mala em um canto, e peguei meu notebook, o ligando. Mexi nele um pouco até ver a minha mãe online, fiz uma chamada de vídeo para ela, que demorou a atender. Ela estava com o cabelo bagunçado e o seu nariz vermelho, e eu deduzi que estive-se gripada.

Eu: Oi mãe.
Mayra: Oi minha filha, como você esta?
Eu: Eu to bem, mais você nem parece.
Mayra: Pois é, eu estou gripada. Isso que da tomar banho de piscina no frio. -ergui as sobrancelhas.- Eu estava tirando foto para uma revista que vai falar sobre o meu trabalho como fotografa. -eu sorri.- Você acha engraçado? Eu to sofrendo com esse resfriado.
Eu: Ai esta frio? -ela balançou a cabeça positivamente.- Mãe, lembra da nossa casa em Doncaster?
Mayra: Eu estava pensando em vende-la, mais eu acho que seu pai não iria aprovar.
Eu: Ah mãe, não vende não. -fiz cara de triste.-

-



-

Mayra: Porque? -espirrou.-
Eu: Saúde. -ela passou o papel em seu nariz.-
Mayra: Obrigada.
Eu: Porque eu entrei nela quando fui á Doncaster. -ela prestava atenção.- E ela esta linda, só precisa de uma reforma.
Mayra: Tudo bem, a casa é sua mesmo.
Eu: Obrigada. -sorrimos.-
Mayra: Tenho uma novidade para você. -sorriu.- Vou para Nova Yorque e vou passar por Londres.
Eu: Sério? -abri um sorriso de orelha a orelha.- Ai eu não acredito, já estou ansiosa. Quando vai vim?
Mayra: Vai ser mês que vem. -comemorei.-
Eu: Ótimo, eu te amo mãe.
Mayra: Também amo você meu bebê. -mandou beijo.- Vou desligar aqui, tchau filha.
Eu: Beijo. -mandei beijo e soprei.-

-

-

 Desliguei a chamada e me levantei da cama, e fui para a cozinha. Fiz um sanduíche de peito de peru, peguei um copo de suco, e voltei para o quarto. Mexi no notebook até me pedir carga. Desliguei ele e o coloquei para carregar. Peguei meu celular e fui mexendo nele até a sala, me sentei no sofá e assisti um pouco de televisão. Estava um pouco tediante sem Louis aqui, ou até sem o Niall para me fazer rir.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua...

 Desculpem pelo capitulo pequeno, e porque já estava editado. Em resposta à Isa, eles se emplicam quando se ver, mais se amam. 

24 de fevereiro de 2015

Capitulo 15 - To be in love



-

Acordei com um sorriso nos lábios e permaneci com os olhos fechados relembrando da noite passada com Louis. Ele me fez dormi, que lindo. A cada dia que passa eu estou ainda mais apaixonada por ele.

Louis: Posso saber o motivo desse sorriso lindo? -abri os olhos, e o vi ali ao meu lado.-
Eu: Ér... -mordi os lábios, e corei.-
Louis: Já sei o que você esta pensando. -sorriu, e isso pioro a cor em minhas bochechas.-

 Parece que ele me conhecia mesmo e a cada dia que passa eu fico mais apaixonada por ele. Sinto que agora eu posso dizer que sem ele eu não vivo, e é a pura verdade, já passei por essa experiencia e não quero passar mais.

                                          Você off
                                                 Louis on

 Eu e a (Seunome) ficamos deitados na cama, eu estava de box, trocando caricias e conversando. Depois ela disse que estava com fome, mais eu não nego que sinto um pouco de fome também. Me levantei da cama e fui caminhando para a porta mais ela me chamou, e eu me virei. Seus olhos me encaravam, e uma das sobrancelhas estava levantada.

Eu (Louis): O que foi?
Você: Sério que você não percebeu que esta de cueca? -olhei para baixo, e sorri.-
Eu: Eu fico sexy assim não é? - sorriu.- Oque que tem? -diminui os olhos e cruzou os braço.- ok, ok -levantei minhas mãos em rendição.-
Você: Acho bom mesmo. -sorriu.-
Eu: Oque você disse?
Você: Acho bom mesmo...? -ela não entendeu meu tom de brincadeira.-
Eu: Não acredito que você repetiu.
Você: Mais eu pensei que era pra repetir. -me aproximei dela, sorrindo.- O que você es... -deitei ela na cama.- Espera Louis, eu to com... -ela começou a rir das cocegas que eu comecei a fazer em sua barriga.- Ai, para... -risadas.- Por favor.
Eu: Acha bom agora? -continuei.-
Você: Para, para... -risadas.-
Eu: Porque eu pararia? -parei para que ela respira-se, mais a segurei para não escapar.-
Você: Porque você me ama? -fingi pensar.-
Eu: Não, eu não acho que pararia por causa disso. -ela segurou uma de minhas mãos.-
Você: Não Louis, por favor. -sorri.-
Eu: Você fica linda falando esse por favor, pena que não funciona. -voltei a fazer cocegas em sua barriga.-

 Suas mãos tentavam agarra a minha, mais toda vez que conseguia pegar uma das mãos, soltava a outra que havia pegado. Eu estava gostando do som da sua risada, era uma coisa contagiante.

Rafaela: (Seunome), dá para parar... Ai meu Deus. -parei e a olhamos, seus olhos tampados pelas mãos de Niall.-
Você: Ai meu Deus digo eu. -procurou alguma coisa, e tampo para mim, eu comecei a rir.- Porque você esta rindo?
Eu: Tem tantas fotos minha de cuecas por ai.
Niall: Mais nem por isso a Rafaela tem que ver ao vivo.
Rafaela: Sera que você pode vesti uma roupa?
Você: Anda Louis! -eu revirei meu olhos pegando minha calça do chão e me vestindo.-
Eu: Pronto casal. -Seus olhos foram libertados e eles ficaram nos olhando.-
Você: Oque vocês querem?
Rafaela: Queria te perguntar se vai arrumar sua mala hoje, e se vai poder ir ao shop comigo. -seus olhos estavam em (Seunome), e ela olhava com olhos de cachorro abandonado.-
Você: Desculpa, mais eu vou aproveitar meu dia com o Louis, já que ele vai viajar hoje.
Rafaela: Também queria aproveitar com o Niall, mais a coisa linda aqui não quer ir comigo.
Eu: Porque você não vai com ela cara?
Niall: Ok, ok. -suspirou.- Podemos comer agora? -ela comemorou dando vários beijo em seu rosto, e eles foram andando.-

 Caminhei até a porta e a fechei. Me virei para olhar a (Seunome), e abri um sorriso de orelha a orelha, e ela pareceu entender.

Eu: Onde paramos?
Você: Não se atreva!
Eu: Desculpe madame, mas eu sou atrevido.

 Ela saiu correndo pelo quarto, e eu fui atras dela e consegui alcança-la. A agarrei por trás, começando a fazer cocegas novamente.

                                    Louis off
                                              Ariana on

 Hoje vou ter um dia longo, e bastante cansativo. Já liguei para as meninas dizendo que hoje não dava para viajar, só amanhã mesmo, e concordei que de manhã cedo estava ótimo. Meu dia só estava começando, e começou atrasado, agradeci o Boo por ter me acordado com seu choro e pulei da cama. Nesse momento estava terminando de arrumar meu cabelo em um rabo de cavalo bem no alto, peguei meu cachorrinho no colo, e sai do quarto. Passei na cozinha, e coloquei ração na vasilha dele, e deixei ele comendo. Sai da cozinha e encontrei minha mãe na sala assistindo a um filme, que com certeza era romântico, e com um pacote de lenços. Pelo visto hoje ela esta sensível. Dei um beijo em seu rosto.

Eu (Ariana): Vou para o estúdio do Justin, e o Boo vai ficar em casa, vê se não descuida dele. -caminhei para a porta.- Eu te amo mãe. -sai, mais pude ouvi o seu "Eu também."-

 Fui para o meu carro, coloquei a bolsa no carona e o cinto. Dirigi para o estúdio do Justin, onde vou encontrar o Scooter e o Justin. O Justin me ligou ontem avisando que fez uma musica que é a minha cara, e eu estou doida para escuta-la.
 Assim que cheguei, estacionei meu carro, peguei minha bolsa e sai, batendo a porta e travando. Fui entrando no estúdio, e encontrei Justin ensaiando uns passos.

-

-

 Assim que ele me viu, abriu um sorriso, e continuo o que estava fazendo. O Scooter veio para perto de mim, me deu um abraço, e sorriu quando desabraçamos.

Scooter: Como esta?
Eu: Bem. -sorri- e você?
Scooter: Ótimo. -sorriu.- espera um pouco.

 Ele me deixou por uns minutos e foi mexer em uma papelada no canto do estúdio, e logo voltou com um papel que me entregou. Li aquela folha e só assim percebi que era a musica que Justin fez para mim. Eu simplesmente amei a letra, e comecei a estuda-la. Eu não havia percebido que o ensaio dele havia acabado, só quando ele colocou seu braço em volta de mim.

Justin: E ai? -eu o olhei.-
Eu: Oi Justin. -o abracei, sorrido.-
Justin: Gostou da letra? -eu o desabracei, mais seu braço continuava em volta da minha nuca.-
Eu: É perfeita, eu simplesmente amei. -abriu um sorriso.-
Justin: Sabia que iria gostar. -nos dois olhamos a folha.- Já escolheu?
Eu: O que? -continuamos com os olhos na folha.-
Justin: Harry Styles, ou Zayn Malik?
Eu: Até você? Já não basta ficar ouvindo a Rafaela falando sobre eu escolher o Zayn porque ele gosta mesmo de mim.
Justin: Concordo com ela. -revirei os olhos.-
Eu: Hoje não, esta bem? Hoje não.
Justin: Ok. -levantou as mãos, e saiu andando.-

 Eu esperei ele tomar seu banho, e depois de um bom tempo ele voltou com outra roupa. Fomos, de braços dados, para onde ele com certeza grava suas musicas e ensaia. O Justin deu uma ideia de tirarmos uma fofo e eu achei uma ótima ideia. O Scooter pegou o celular de Justin e eu me virei de costas para dar um suspense. Ele bateu a foto, e entregou o celular ao Justin. Olhei por sobre seu ombro, e vi como ela havia ficado.

-

-

 Fiquei olhando ele postar no instagram e sorrimos um para o outro. Ele cantou a musica para mim tocando no violão enquanto eu acompanhava na folha e estalando os dedos enquanto ele cantava. Logo eu peguei o ritmo e cantei com ele. Nos riamos a toda vez que eu errava uma letra, ou quando eu começava com os meu na na na e com os la la la toda vez que esquecia a letra. O dia foi tenso e eu gravei uma parte da musica. Nos dois almoçamos no estúdio mesmo e, como o combinado, fomos para a minha casa, apostando uma corrida de carro leve que ele ganhou, não nem porque ainda perco meu tempo apostando com Justin. Entramos na minha casa, e a minha mãe brincava com o Boo no sofá.

Justin: Pronto, agora tem que mandar internar.
(mãe da Ari): Justin Biba, como você esta? -eles se abraçaram.-

 Caminhei até o Boo que abanava o rabinho ao me ver. Eu o peguei no colo, e brinquei com ele um pouco. Entrei em meu quarto com ele no colo e o deixei em cima da cama enquanto guardava a letra da musica em uma pasta que organizei para mim. Desci novamente, e o Justin conversava com a minha mãe, ou discutia... Enfim, eles estavam tendo um dialogo estranho. Era sempre assim quando ele vinha aqui em casa.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua...

 Oi meninas, tudo bem? Eu to bem.

17 de fevereiro de 2015

Capitulo 14 - Show me love.



-

 Acordei, ainda morrendo de sono, me sentei na cama despreguiçando e me deparo com Rafaela sentada no chão do meu quarto, olhando para mim com um sorriso. Claro que eu achei estranho, o que ela esta fazendo ali? A essa hora? Ela se levantou e se sentou na beirada da minha cama.

Rafaela: Sabia que você fala dormindo? -bocejei.-
Eu: O que foi? Deu formiga na sua cama?
Rafaela: Não, e que eu queria te avisar sobre a nossa viagem. -eu a encarei.-
Eu: Que viagem? -esfreguei os olhos.-
Rafaela: A viagem que vamos fazer com a Selena e a Ariana.
Eu: Ah, claro. -suspirei.- O que tem essa viagem?
Rafaela: Adiantamos, e que como Niall vai viajar amanhã para o show que vai deixar ele longe de mim durante 8 dias. -fez uma carinha triste, assim como eu devia ter feito.- Vamos ir amanhã a tarde, já combinei com a Selena e com a Ariana e elas toparam, só falta você.
Eu: Vai ser bom. -sorrimos.- Mais eu vou logo avisando que eu não vou acampar.
Rafaela: Tudo bem, nos desistimos de acampamento, vamos aproveitar o sol.
Eu: Ok!
Rafaela: Ah, tem mais uma coisinha. -se levantou da cama.- Se eu fosse você, não pensava duas vezes.
Eu: Em que? -ela sorriu.-
Rafaela: Em ir para o Brasil com a One Direction. -como ela sabia?-
Eu: Quem te falou sobre isso?
Rafaela: Você mesmo, como eu disse, você falou dormindo. -franzi a sobrancelha e ela saiu do quarto.-

 Estranho, eu nem falo quando estou dormindo, a não ser se o assunto me perturba. Me despreguicei na cama, e me levantei da cama, esfregando os meus olhos. Entrei no banheiro, fiz as minhas higienes de todo o dia e sai do banheiro. Troquei minha roupa.

-

-

Prendi meu cabelo em um coque frouxo, e sai do meu quarto. A sala estava vazia, e eu ouvia a risada do Niall vindo da cozinha e adivinhei que eles estariam lá. Pensei se por acaso eu estava afim de segurar vela para ele, mais a fome que eu sentia acabou falando mais alto e eu entrei na cozinha. Até que eles não estavam tão melosos hoje, e isso era ótimo. Tomei meu café da manhã reforçado, e a fome parecia não ter fim. Se eu continuar comendo desse jeito vou explodir. Conversei com eles um pouco, e depois fui para o meu quarto pegar meu celular, e logo voltei para a sala. Assisti um pouco de The Originals, e quando o tédio tomou conta de mim, fiquei mudando de canal para ver se havia alguma coisa interessante, mais nada de bom estava passando. Meu Deus, esse sábado esta parecendo domingo. A cada cinco minutos eu olhava no celular, acho que queria saber se ele estava acordado. Dei um suspiro pesado, e larguei meu celular no lado pela centésima vez.

Rafaela: Que animação em! -eu olhei para ela, e a vi entrar na sala com o Niall.-
Eu: Que saco, eu odeio o tédio! -joguei a almofada longe.-
Niall: Isso tudo é raiva? -eu o encarei, e ele levantou as mãos se rendendo.- ok, ok.

 Os dois sairão de cena, e foram para o quarto. Fiquei na sala e resolvi escrever um pouco, já que não tinha nada para fazer, acabo que eu não escrevi nada, eu apenas desenhei uma coisa que nem uma criança de dois anos intenderia. Meu celular começou a vibrar e eu larguei o desenho para ver quem era. Uma mensagem do Calum, eu a abri e li: "Quanto tempo eu não falo com você, acho que não tenho tempo, é como se a minha vida estivesse dando certo agora, eu vou voltar para Londres por conta de um show que eu vou fazer por ai, espero ver você lá. XO C." Mordi os lábios, e me decepcionei, achei sinceramente que era o Louis, o som da campainha me fez pular, e encarar a porta. Me levantei, e corri para a porta para atende-la. Ele estava parado na minha porta com um sorriso lindo nos lábios, eu já disse que amo esse sorriso? Acho que sim, mais mesmo assim eu vou repetir, eu amo esse sorriso. Ele entrou e eu fechei a porta, e fingi o ignorar e fui me sentar no sofá, peguei o caderno e continuei o rabisco. Ele se sentou ao meu lado e tirou o meu caderno da minha mão, e isso me fez encara-lo.

Louis: Posso saber porque você esta assim?
Eu: Assim como? Eu to normal. -virei meu rosto para a cozinha.-
Louis: Mentirosa, eu já sei até porque você esta brava. -revirei os olhos.-
Eu: Eu não to brava, ai Louis, nada a ver! -eu o encarei, mais sorri.-
Louis: Eu gosto desse sorriso na sua boca.
Eu: É? -sorri, o provocando- porque não da um beijo nele? -ele me deu um selinho molhado, e olhou em meus olhos.-
Louis: Tenho uma ideia, sabe aquele lugar que fomos ontem?
Eu: Oque que tem?
Louis: Vamos fazer um piquenique, afinal, parece ser um bom lugar.
Eu: Claro, ótima ideia. -sorrimos.- Vou trocar de roupa.
Louis: Não demora.

 Eu me levantei do sofá e ele bateu na minha bunda, me fazendo encara-lo, mais eu ignorei. Caminhei para o meu quarto rápido, fui no banheiro fazer a minha higiene, e troquei a minha roupa.

-

-

 Resolvi fazer uma trança em meu cabelo, passei meu perfume preferido da Victoria Secret, e sai do quarto saltitante. Encontrei Louis sério no sofá, encarando o nada. Me sentei no seu colo, e ele deu um sorriso, mais ainda assim parecendo sério.

Eu: Aconteceu alguma coisa?
Louis: Não, não aconteceu nada. -sorri.- Vamos ver o que podemos levar.
Eu: Claro, vou ver alguma coisa na cozinha. -sorriu.-
Louis: Vai lá, vou no apartamento pegar biscoito recheado.

 Dei um beijo rápido nele, e me levantei de seu colo, indo para a cozinha e pegando a cesta de pique-nique, e colocando sobre a mesa.

                                            Você off
                                                    Louis on

 Quem é dono desse C? Olhei mais uma vez a mensagem em seu celular, e um sentimento de ciumes me dominou. Peguei o numero, e gravei em meu celular. Caminhei para fora vendo aquele numero e resolvi ligar para ele. Chamou algumas vezes, mais ninguém atendeu. Entrei no apartamento batendo a porta com uma força exagerada.

Harry: Ou cara, não precisa socar a porta não, ela não tem culpa.
Eu (Louis): Foi sem querer. -caminhei para a cozinha.-

 Peguei alguns pacotes de biscoito recheado, e um ruffles de Niall, depois eu coloco no lugar, e coloquei em uma sacola. Voltei para a sala Zayn estava ali, mexendo no celular, e rindo de alguma coisa.

Harry: Onde você vai com esses biscoitos?
Eu: Por ai, se quiser me achar é só me ligar. -sorri.-

 Sai fechando a porta, dessa vez não bati, e caminhei de volta ao apartamento da (Seunome), tentando ligar para aquele numero, mais ninguém atendia. Deve ser alguma menina que seja famosa, e eu estou aqui tirando conclusões erradas, e oque que tem ela ter amigos? Tenho certeza que ela me ama de verdade, ela nunca iria me trair. Apaguei aquele numero, e revirei os meus olhos por causa de um ciumes bobos. Entrei, e caminhei lentamente para a cozinha, fiquei admirando ela arrumar a cesta de costas para mim e a agarrei por trás, dando um beijo em sua nuca.

Você: Ainda bem, já estava achando que iria desistir.
Eu: Estou quase desistindo e te guiando para o seu quarto.
Você: Nem pensar -se virou e me deu um beijo rápido- você e eu vamos fazer piquenique. -piscou.-

 Ela pegou a sacola em minha mão e colocou os biscoitos dentro, onde havia duas garrafas térmicas, sanduíches dentro de um pote e bolo dentro de outro pote. Peguei a cesta e saímos do apartamento de mãos dadas e assim fomos até a garagem, abri a porta para ela, e a entreguei a cesta, dei a volta no carro e entrei. Antes de dirigi, eu dei um sorriso para ela, e saímos com o carro da garagem. Dirigi para o lugar em que viemos ontem, e estava ainda mais lindo. Eu abri a porta do carro para ela e peguei a cesta, demos um selinho, e eu fechei a porta. Andamos de mãos dadas até um lugar que nos não havíamos reparado, e que também era lindo.
 Ela forrou o pano, e nos sentamos ali. Comemos o ruffles olhando aquela paisagem perfeita, namoramos um pouco e depois eu fui andar sozinho, acabei achando um rio ali, e dei um sorriso pensando no que eu poderia fazer. Voltei para onde a (Seunome) estava, eu a deitei, deitei em cima dela e dei um beijo em seus lábios.

Eu: Tem uma coisa que eu quero que veja. -me levantei de cima dela, e a puxei.-
Você: O que é?
Eu: Só me seguir. -sorri.-

 Ela me seguiu, desconfiada, cheguei no rio, e mostrei para ela a corda que ia para o rio, eu a olhei com um sorriso e puxei a corda.

Eu: Bora nadar?
Você: Nem pensar, pirou? Olha o frio que esta fazendo.
Eu: Ah, não exagera, nem ta frio.
Você: Minha resposta ainda é não. -cruzou os braços.-
Eu: Então ta. -segurei a corda firme, e quando já ia pular ela segurou meu ombro.-
Você: Tem certeza?
Eu: O que poderia acontecer? Eu ser comido por peixes que não tem dente? -ela revirou os olhos.-

                                                      Louis of
                                                     Você on

 Menino teimoso, nunca tente fazer Louis mudar de ideia, ele não irá mudar. Ele estava verificando se a corda estava firme, tirou o celular do bolso, se balançou e pulou no rio.

-
ignorem os meninos k

-

 Fiquei olhando para ver se ele voltava, afinal era um pouco alto, mais ele não voltou, estava começando a me desesperar, até que eu comecei a chamar pelo seu nome e nada. Comecei a tirar meu celular do bolso, e tirei o casaco, e o short. Pulei no rio. Eu fiz algumas aulas de natação quando era pequena, então deve servi para alguma coisa. Procurei ele debaixo de aguá e nada, mergulhei novamente e subi novamente, nada.

Eu: Louis? Cade você? -as lagrimas já estavam descendo.-

 Aquela água estava fria batia em meus ombros, estava pensando em como dizer para os meninos que Louis sumiu no rio. Mergulhei de novo, fiquei atenta em baixo da aguá, mais não havia nada a mais do que algas e pedras. Voltei para recobrar folego, e olhei em volta, ele estava de baixo de uma caverninha, rindo. Diminui os olhos, e nadei para a superfície, mais ele foi mais rápido e me impediu de sair.

Eu: Palhaço, não teve graça!
Louis: Desculpa, eu não fiz por mal, eu estava achando lindo você me salvar. -diminui os olhos, e sorri.-
Eu: Merda, eu não consigo ficar com raiva de você. -ele mordeu os lábios.-
Louis: Eu sei disso. -ele me beijo.-

 Seus braços ficaram em volta da minha cintura, ele me apertou em seu corpo, e a aguá não parecia tão fria mais para mim, coloquei minhas penas em volta da sua cintura, e os meus braço ficaram em volta de seu pescoço. 

-

-

 Sua língua pediu passagem, e eu dei, colocando a minha língua para se embolar com a dele. Puxei seus lábios, e voltei o beijo normalmente. Paramos o beijo por falta de ar, seus olhos azuis estavam ainda mais brilhantes, e eu gostava desse azul em seus olhos.

Louis: Eu te amo. -sorrimos.-
Eu: Também te amo.

 Me soltei de seu corpo, e começamos um guerra de água. Brincamos na água o dia todo, e isso era bom, eu gostava de passar o tempo com Louis. Depois saímos da água, ele assovio e eu tampei minha bunda com as mãos e sai correndo para onde a minha roupa estava. Coloquei minha roupa, que estava ficando molhada por causa do meu corpo. Fomos para onde estávamos ontem, comemos vendo o por do sol, e logo depois fomos embora. Chegamos em meu apartamento rindo, a Rafaela e o Niall estavam sentados no sofá, vendo PLL, e eu estranhei o Niall esta vendo aquilo, mais ai eu vi um pacote de pipoca em suas mãos, e percebi que ele não prestava atenção na televisão. Eles perceberam a nossa presença, e encarou nossas roupas.

Rafaela: Porque vocês estão molhados?
Niall: Tenho certeza que não esta chovendo. -eu olhei o Louis, e depois eles.-
Eu: Érr...
Louis: Estamos suados de tanto correr -piscou, e eu sorri.-
Eu: Achamos um rio em um lugar perfeito e estávamos nadando. -eu olhei Louis, e peguei em seu braço.- Vamos. -eu o puxei para a cozinha, deixamos a cesta lá e fomos para o meu quarto.-

 Entramos em meu quarto, e eu fiquei em frente ao guarda-roupa procurando uma roupa para mim vesti, separei uma roupa, e dei um beijo em Louis. Paramos o beijo com selinhos, e ele deu um sorriso.

Louis: Eu vou ir lá em casa tomar um banho e trocar de roupa, depois eu volto. -dei um sorriso.-
Eu: Ta bom, não demora. -demos mais um selinho e ele saiu do meu quarto.-

 Eu entrei no banheiro, me olhei no espelho e percebi o sorriso bobo que estava em meus lábios, tomei um banho quente, pensando na tarde maravilhosa que tive com Louis, foi muito bom, e os beijos foram ainda melhores, sai enrolada na toalha, me sequei e vesti minha roupa.

-

-

 Fiz um coque no meu cabelo e fui procurar alguma coisa na cozinha para comer. Passei na sala, Niall e a Rafaela estavam tendo um tipo de discutição, mais eu não prestei atenção e fui para a cozinha, vi que ainda tinha sanduíches na cesta e peguei para mim comer, coloquei suco no copo e me sentei na mesa. Comi distraída, minha mente ainda estava vagando por Louis, até imaginar ele em minha cozinha me encarando... espera, ele ta na cozinha, e me encarando com um sorriso.

Louis: Esta pensando em que? -dei um sorriso.-
Eu: Em você, quem mais seria? -ele me deu um selinho.-
Louis: Quer fazer alguma coisa?
Eu: Não, estou cansada, me esgotei hoje.
Louis: Então vamos ficar no seu quarto, o clima na sala não esta uma coisa boa. -sorri.-
Eu: Eles sempre briga, logo estão se cheirando. -Nos sorrimos e eu coloquei o copo na pia.-

 Fomos para o meu quarto, eu arrumei a minha cama, propus ele dormi comigo hoje e ele topou, ele tirou a calça, ficando com a sua box preta, que me fez pensar varias safadezas, e fazer minha bochechas queimarem quando ele percebeu que eu mordia os lábios. Arrumei a cama, e peguei duas cobertas grandes. Nos deitamos, e puxamos a coberta para nos. Deitei minha cabeça em seu peitoral, e ouvi seu coração batendo calmamente. Suas mãos começaram a alisar meu cabelo, ele deu um beijo em minha cabeça, e começou a cantarolar em meu ouvido, eu fechei meus olhos e dormi escutando a sua voz perfeita.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua...