27 de agosto de 2015

Capitulo 26 - Matando Saudades. + RECADO MEGA IMPORTANTE*


 

-

 Acordei depois do sonho que tive, o mesmo sonho que tive ontem,mais dessa vez não era o casal feliz de ontem, era Louis que me girava e me puxava para seus braços e me dava um beijo, e como no sonho eu estava feliz. O mesmo homem que não pude ver o rosto apareceu naquela escuridão repentina, disse as mesmas palavras para mim e atira em mim, deixando Louis gritando desesperadamente, e mais uma vez eu acordo assustada, com a respiração ofegante. Dessa vez eu não gritei não, me assustei com meu celular pitando, me lembrando que era apenas um sonho e que eram 6:10 da manhã. Me levantei da cama e dei uma passada no quarto da Rafaela e vi que ela estava acordada e não precisava acorda-la, voltei ao meu quarto.
 Separei uma roupa para mim e a deixei sobre a minha cama indo para o banheiro. Tomei um banho quente tirando aquele elástico do meu cabelo e o molhando. Abri um sorriso ao lembrar que hoje eu o veria. Terminei de tomar meu banho, me enrolei na toalha e fiz a minha higiene matinal. Entrei no quarto, me sequei em frente a cama e vesti minha roupa rápidamente por causa do frio que estava fazendo hoje.

-
-

 Arrumei a minha mochila desorganizada, penteei meu cabelo o deixando solto, passei o batom nude. Fui para a cozinha mexendo em meu celular, digitando umamensagem para Louis: "Sinto a sua falta, espero que chegue logo, não aguento mais de tanta saudades que sinto dos seus beijos. Te amo, de sua (Seunome)." enviei e preparei o café da manhã, peguei o bolo de laranja intocado e o coloquei sobre a mesa junto o jarro de suco de uva, frutas e outras coisas saudaveis. A Rafaela chegou na cozinha quando eu terminei de colocar a mesa do café da manhã. Mandei uma mensagem para a Ariana dizendo que estavamos prontas e que a esperavamos. Vi que Louis me respondeu, abri um sorriso e li a mensagem: "Também sinto a sua falta bebê, quero te ver logo. Acabamos de sair do hotel, estamos indo para casa. Eu também te amo, de seu Louis." reli a mensagem duas vezes, e deixei meu celular na mesa e comecei a tomar meu café da manhã. A Ariana mandou uma mensagem dizendo que estava esperando por nós duas lá embaixo. Avizei a Rafaela, e tomei meu copo de suco em um golê e desci comendo a minha torrada. Encontramos o carro da Ariana estacionado do lado de fora. Nos entramos rápidamente no carro e seguimos falantes até a faculdade. Sempre que passar uns minutos sem nos ver, tinhamos alguma novidade para contar. Chegamos na faculdade cedo, então ficamos no patio conversando e estudando.
 Quando deu a hora, nos entramos na sala, e ficamos esperando o professor chegar entre conversas. O professor chegou falando sobre um trabalho que era para entregar semana que vem, explicou outra matéria nova e marcou a data do teste que caira daqui a três semanas. Assim como ontem, a hora foi se arrastando, e assim como ontem, prestavamos atenção e só conversavamos na troca de professor. E a aula felizmente acabou e nos fomos embora.
 A Ariana nos deixou em frente ao apartamento, mais não entrou porque tinha que trabalhar no CD, mais prometeu que viria assim que acaba-se. Nos despedimos dela, saímos do carro nos despedindo dela, ela se foi e nos duas entramos em casa. Fui direto para o meu quarto, coloquei a minha mochila em seu lugar, e fui para a cozinha, peguei os ingredientes para fazer lasanha, e a preparei. Coloquei no forno e voltei para meu quarto, peguei uma roupa para mim e me troquei.

-
                                       
-

 Prendi meu cabelo em um coque frouxo, entrei no banheiro, fiz a minha higiene rápidamente, entrei no quarto, dei uma arrumada na minha cama e fui para a cozinha. Esperei a lasanha ficar pronta e logo a tirei, deixando-a em cima da mesa para esfriar um pouco enquanto ia no quarto da Rafaela à chamar para comer. Abri a porta de seu quarto, e ela estava rodeada de livros e escrevendo alguma coisa em seu caderno, deve esta fazendo a atividade para amanhã.

Eu: O almoço esta pronto, vem comer. -ela me olhou e sorriu.-
Rafaela: Ok. -se levantou da cama.-

 Fomos juntas para a cozinha, pedi ela para pegar a coca dentro da geladeira enquanto pegava dois pratos e dois copos, coloquei em cima da mesa e me sentei. Me servi a lasanha e a coca.  Comemos em silêncio, e de vez em quando soltavamos uns coméntarios. Quando terminamos de comer, colocamos os pratos na pia, a Rafaela lavou, enquanto eu secava e guardava.
 Logo depois cada uma foi para o seu quarto, peguei meu notebook e o liguei. Acabei pegando a minha mochila e pesquisei meu trabalho estudando ele para apresentar para a turma, e o salvei em uma pasta para passar para o pendrave depois.
 Mexi em meu notebook um pouco vendo as noticias dos meninos, e vi alguns vines engraçados deles durante o show, eu vi um em que Louis coloca um sutiã em Niall e ele começa a gira-lo no ar.

-

-

Eu comecei a rir, e pensei se a Rafaela já tinha visto, mais eu fiquei com preguiça de chama-la então assisti mais um vez e passei para o próximo vine. Meu notebook pediu carga depois de um bom tempo mexendo nele, então eu desliguei e o coloquei para carregar. Procurei em minha mochila o meu caderno e comecei a fazer minha atividade de casa.

                            ________________________________________

 Senti mãos tirando alguma coisa de mim, e me aninhando no peito. Senti aquele cheiro famíliar, e sem querer abri um sorriso pensando nesse sonho bom que estava tendo nesse momento. Essa mesma pessoa encostou seus lábios na minha testa e acariciou meu rosto suavemente com as costas de seus dedos.

Xx: Acorda dorminhoca. -aquela voz familiar era doce.-
Eu: Não, aqui esta tão bom. -minha voz estava manhosa.-
Xx: Então eu vou embora. -abri meus olhos e o vi, meu sorriso foi de orelha à orelha.-
Eu: LOUIS! -eu pulei da cama e o abracei.- Eu senti a sua falta, nossa, eu nem acredito, eu só posso estar sonhando, me belisca.
Louis: Você que pediu. -ele já iria me beliscar, mais parou, pensou e pegou em minha nuca.- Tenho uma coisa melhor para fazer.

 Lentamente ele encostou seus lábios nos meus, e começou um beijo lento e delicioso que eu logo correspondi. Passei minhas mãos para o seu rosto e o puxei para mim. Sua língua pediu passagem por meus lábios e eu dei, juntando a minha junta à dele. O gosto de sua boca era de bala misturada com coca-cola. Meu ar estava acabando, e nos paramos o beijo mais continuamos com os lábios próximos, um inalando o ar do outro, um olhando nos olhos dos outros. Acariciei seu rosto com a palma da minha mão, e ele abriu o sorriso que eu esperava, que eu sentia falta.

Eu: Eu te amo. -sorri de volta para ele.-
Louis: Eu te amo, eu te amo muito. -ele olhava em meus olhos.-

 Demos mais uns beijos e ficamos abraçados em minha cama sem dizer nada, apenas um olhando nos olhos dos outros e ambos com sorrisos bobos nos lábios. A porta do meu quarto se abriu e ali apareceu Niall, ele pulou em cima de nos na cama, e começou a dar beijos em minha bochecha segurando meu rosto, me fazendo rir, e quebrando o clima apaixonado em meu quarto.

Louis: Ok, chega, vai lá com a Rafaela vai. -Louis afastou as mãos de Niall do meu rosto.-
Niall: Ih, eu vim aqui ver a (Seunome), é proibido?
Louis: E se a gente estivesse fazendo outra coisa e você entra-se? -minhas bochechas queimaram.-
Niall: Ai seria obvio, ela estaria gemendo, então eu não entraria.
Eu: Chega! -Me levantei da cama.-
Louis: Olha ela vermelha, senti falta de te ver assim. -corei mais ainda.-
Niall: Bom, eu vou ir até a Rafaela já que eu não sou bem vindo aqui. -se levantou da cama.-
Eu: Claro que é Niall. -fui até ele e o abracei.-
Louis: Ta bom, chega. -ele afastou os braços de Niall, e me agarrou pela cintura.-
Niall: Vou ir lá ver a Rafaela. -apertou a minha bochecha e saiu.-

 Eu olhei para Louis séria, e logo sorri. Não consigo ficar brava com ele, ainda mais quando ele da esse sorriso para mim. Ele me voltou para a cama e me deitou e começou a beijar meu pescoço. Eu segurei seu rosto e o fiz olhar para mim.

Eu: Eles estão em casa, então não.
Louis: Eu nem ia fazer amor com você com eles aqui, e eu to cansado.
Eu: Deita aqui. -bati na minha cama, ele se deitou.-

 Coloquei a minha cabeça em seu pescoço e analei seu perfume, senti ele acariando meu cabelo. Ficamos conversando sobre diversas coisas que aconteceram em sua viagem e na minha. Enquando ele acariciava meu cabelo, eu acariciava seu peitoral. No meio da conversa ele deu um beijo em minha testa e sussurrou "Eu te amo" em meu ouvido, eu abri um sorriso apaixonado e disse que o amava. Aquele clima apaixonada tinha voltado para o quarto novamente até Louis beijar minha testa novamente e se levantar da cama. Eu o olhei com um beicinho.

Louis: Preciso de um banho, trocar de roupa, depois eu volto.
Eu: Promete?
Louis: Prometo. -ele cruzou os dedos na boca e deu um beijo, me fazendo sorrir.-
Eu: Volta logo.
Louis: Eu vou voltar rápido, nem vai sentir a minha falta.
Eu: Já sinto a sua falta. -revirei os olhos.-
Louis: Mais eu não vou demorar, eu também sinto a sua.

 Me sentei na cama, ele me deu um beijo rápido e saiu do meu quarto. Dei um sorriso e me levantei da cama, saindo do meu quarto. Eu estava começando a sentir fome. Passei pela sala e vi Louis pulando em cima da Rafaela e do Niall e comecei a rir. Depois deles reclamarem, Louis saiu de cima deles, piscou o olho para mim, e saiu porta afora. Caminhei rápidamente para a cozinha, peguei o pão de forma, manteiga de amendoin e geleia de morango. Fiz dois sanduiches para mim, coloquei suco de uva em um copo para mim, me sentei na mesa e comecei a comer. A Rafaela apareceu na sala depois de alguns minutos fazendo bico, e adivinhei que Niall tinha ido embora também. Ela se sentou na mesa.

Rafaela: O que você esta comendo? -apontou para o meu sanduiche.-
Eu: Sanduiche de mantega de amendoin e geleia de morango.
Rafaela: Hum.

 Ela se levantou e fez para ela também. Terminei de comer o meu, bebi o suco em uma golada e me senti mais animada. Olhei as horas e ainda eram 19:03, me lancei em uma conversa com a Rafaela e depois eu fui para o meu quarto tomar um banho. Eu estava distraida pensando em Louis e aquela boca pequena percorrendo meu corpo. Apertei os lábios afastando esse pensamento, e peguei a toalha, me enrolando nela. Fiz a minha higiene matinal de sempre. Me sequei dentro do banheiro, passei um creme no meu corpo que estava descascando e sai do banheiro, com a toalha enrolada em meu corpo. Peguei um pijama para mim, tirei a toalha do corpo e me vesti.

-
-

 Voltei ao banheiro com a toalha e a pendurei ali, penteei meu cabelo em frente ao espelho e fiz uma trança nele. Voltei para o quarto, arrumei a minha cama, coloquei meus livros e meu caderno dentro da mochila e a coloquei em seu devido lugar. A porta do meu quarto se abriu e eu vi que era Louis, abri um sorriso, fui até ele correndo e pulei em seu colo. Seu cheiro continuava o mesmo, o cheiro delicioso de Louis. Ele me levou para a cama, nos deito e se indireitou na cama, puxando a coberta em baixo de nós e nos cobrindo. Peguei em sua mão e o olhei, percebendo que ele olhava em meus olhos. Ele soltou suas mãos das minhas e acariciou meu rosto com as costas dela, suvamente. Fechei meus olhos sentindo seu toque e os abri novamente percebendo o seu sorriso.

Louis: Podemos fazer alguma coisa amanhã. -abri um sorriso para ele.-
Eu: Se for depois da faculdade. -devolvi o sorriso à ele.-
Louis: De tarde então.

 Abracei seu corpo, chegando mais perto dele, e ele abraçou a minha cintura. Fiquei escutando sua respiração lenta e calma, os batimentos que regulavam a sua respiração e sentindo o cheiro delicioso da sua pele, que eu senti falta. Meu sono estava voltando, mais me permaneci forte, não queria dormi e deixar Louis. Ouvi ele suspirar, e o olhei. Seus olhos estavam fechados, e eu senti vontade de aperta-lo. Dei um beijo em sua testa, e voltei a inalar o cheiro de seu perfume, e acabei dormindo em seus braços.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua...

Oi, então quero dizer que as meninas não estão podendo postar porque elas estão estudando à noite e essa era a unica hora que elas podiam postar, pesso à vocês um pouco de paciência, obrigada.

17 de agosto de 2015

Capitulo 25 - Responsabilidades da vida






-

Pedimos para nos levar ao big ben, e ele nos levou para lá sem compricações. Ficamos olhando a janela encantada, estava tudo lindo em Londres, como se eu estivesse vendo tudo pela primeira vez. Ficamos apontando as coisas interessantes que vimos pelo caminho, e sorriamos bobas. Paramos em frente ao big ben, paguei o taxista e saímos do taxi agradescendo. Tiramos alguma fotos daquele rélogio e faziamos graça.

-


-

Vimos aqueles guardas sérios e tiramos fotos deles também. Compramos sorvete e fomos para a London eye. Fomos juntas e ficamos admirada com as pessoas lá em baixo. Era tudo lindo, estavamos encantadas. Depois de horas no alto, a grande roda gigante foi descendo e nos saímos.

Estava tudo divertido, andar com ela estava sendo bom, e me distraia muito. Fomos andando até o St James Park, e ficamos alimentando os patos no lago com farelo de pães que compramos de um moço que estava vendendo. Alguns eram até atrevidos e vinham para cima, e nos saíamos correndo, mais era só o farelo que eles queriam. Alimentamos os pombos que estavam ali também, e logo vieram um monte, se aproveitando. Nossos farelos acabaram e deixamos o parque, procurando um restaurante para jantar. Achamos um simples e pelo cheiro a comida era boa. Entramos, fizemos o pedido e esperamos chegar conversando.

Rafaela: Podiamos fazer isso mais vezes, gostei de sair.

Eu: Também gostei de sair, é bom conhecer Londres melhor.

Rafaela: Eu ia pedir para irmos em outro lugar amanhã, mais temos faculdade.

Eu: Temos a tarde toda para fazer isso.

Rafaela: É verdade, depois vamos para casa e organizar o que temos que organizar. -bati na testa.- O que foi?

Eu: Fiquei de lavar roupa hoje.

Rafaela: Já temos uma coisa para fazer amanhã. -sorrimos, nossos pedidos chegaram.-

Garçon: Bom apetite.

Nos: Obrigda.

Ele se foi e nos comemos em silêncio. Aquela comida estava deliciosa, assim como o cheiro. Aquele lugar era calmo, e parecia barato. Acabei de comer primeiro que a Rafaela, e deu um grande gole na minha coca, como eu sinto falta do Guárana. Suspirei. Pedimos a conta assim que a Rafa terminou, dividimos a conta e pagamos. Saímos agradescidas e fomos procurar um táxi. Achamos um ponto de táxi, e logo entramos em um, dando o endereço e ele nos levou para a casa. Chegando lá, ela pagou dessa vez. Nos não entramos em casa, fomos para uma padaria comprar bolo de chocolate. Entramos na padaria e logo fomos envadidas pelo cheiro fresco de pães. Escolhemos dois bolos, um de laranja e outro de chocolate. Pagamos, e pegamos a sacola. Fomos para o apartamento, a Rafa fechou a porta e eu levei as sacolas para a cozinha e desembrulhei o bolo de chocolate. Guardei o bolo de laranja na geladeira, separei dois pratos e coloquei em cima da mesa. A Rafaela entrou na cozinha e coloquei água no fogo para um chá. Enquanto esperavamos um pouco, conversamos sobre diversas coisas, até falamos sobre sexo. Quando ficou pronto, peguei os saquinhos de chá e duas xícaras. Ela se serviu bolo, e eu fiz o mesmo. Comemos em silêncio, ela acabou primeiro que eu, ficamos na cozinha durante uns minutos conversando, até que o sono chegou. Coloquei as xícaras e os pratos na geladeira, guardei o que sobrou do bolo na geladeira e fui para o meu quarto. Prendi meu cabelo com um elástico, peguei meu pijama e o vesti.

-

-

Senti sede, então coloquei as pantufas e fui na cozinha beber um pouco de água. Voltei para meu quarto bebendo água, peguei mais uma coberta, me deitei na cama, me cobri até a cabeça, me virei para o canto e dormi.

_______________________________

" Acordei embaixo de uma árvore e aquele lugar era lindo, eu nunca tinha estado ali. Ouvi risos, parecem dois casais. Eu estava feliz, por algum motivo estranho, como se aquele sonho estivesse me guiando para a minha felicidade. Assim que entrei em um campo florido com alguma flores e árvores ao redor, eu vi uma mulher com tranças e um homem que parecia um pouco com meu pai, aquele casal estava dançando e rindo, ele a girava algumas vezes e teve uma hora que ele a puxou e eles riram mais ainda.

-


 


-

Não tinha música, ele estavam ao som dos passaros e dos assovios que eu não sabia de onde vinha. A mulher me viu e parou a dança, não fiquei com medo, sabia que eles não me fariam mal. Ela sorriu e veio até mim, me deu um abraço confortante, e quando me desabraçou, me deu um beijo na testa me fazendo sorrir. Aquele homem que se parecia com meu pai se aproximou e tocou meu rosto com as costas dos dedos. Peguei sua mão em meu rosto, sorri e a beijei.

- "Filha, é tão bom ver você." - disse aquele homem, dei um sorriso confuso para eles.-"

- "Como ela esta linda, eu te amo tanto meu amor. -disse a mulher, dando outro beijo no meu rosto e por algum motivo aquilo me deixou envergonhada.-

- "Obrigada. -eles dois me puxaram para um abraço acolhedor, me deixando segura por um momento.-"

Ela ficou mexendo em meu cabelo, colocou algumas flores, e aquele homem parecido com meu pai estava com um sorriso em seus lábios. Os dois olharam pelo grande campo, e eu olhei também. Tudo ficou escuro, e eu não podia ver o rosto de quem entrava no campo. Aquela mulher se posicionou rápidamente em nossa frente e meu pai me colocou atrás dele. Olhei pela gretinha do seu braço aquele homem sem rosto.

- "Agora você vai morrer. -ouvi dois tiros serem desparados em direção aquela mulher, que caiu nos braços do meu suposto pai, e por algum motivo, eu estava chorando por perder uma parte importante da minha vida.-"

***

Eu: NÃO! -me sentei na cama, meu coração acelerado.-

Coloquei a mão no peito e o apertei, respirei fundo e me levantei da cama. Fui até a janela e abri as cortinas, ainda estava de noite, com se ainda fossem 3:00 da manhã. Eu as fechei e fui para a cama de novo. A porta do meu quarto se abriu e as luzes foram acezas, a Rafaela entrou desesperada, e se sentou na minha cama.

Rafaela: O que foi? -ela tocou meu cabelo.-

Eu: Um sonho ruim, mais já passou. -ela suspirou, e se levantou.- Rafa? -ela me olhou.-

Rafaela: Sim?

Eu: Pode dormi comigo hoje? -ela sorriu.-

Rafaela: Com medo do bicho papão? -revirei os olhos.-

Eu: Pode dormi no seu quarto, boa noite. -me deitei na cama.-

Fechei meus olhos esperando a luz ser apagada, e ela a apagou. Suspirei, e abri meus olhos, mãos me empurraram para o canto e eu olhei para tras. A Rafaela estava se deitando em minha cama e puxando a coberta para ela se tampar também.

Rafaela: Chega um pouco pra lá. -balancei a cabeça e cheguei para o canto.-

Eu me virei, fechei meus olhos e senti carinhos em meu cabelo. Meu sono voltou depois de um tempo e eu acabei dormindo novamente.

___________________________________

No outro dia, eu estava sentindo frio. Abri meus olhos naquela manhã, e peguei meu celular me assustando com a hora. Já eram 6:58, estava atrasada para a faculdade.

Eu: MERDA! -pulei da cama, a Rafaela ainda dormia.- Rafaela, acorda! -ela gemeu.- RAFAELA!

Rafaela: Oque?! -ela se sentou na cama.-

Eu: Estamos atrasadas, anda!

Rafaela: Ai que preguiça.

Eu: Não vou chamar de novo, quando voltar do banheiro quero você fora do meu quarto.

Rafaela: Ok, ok. -ela se levantou e saiu.-

Entrei no banheiro, tomei meu banho rápido, fiz a minha higiene matinal, sai do banheiro pegando uma roupa no guarda-roupa, me sequei rápido e me vesti.

-




-

Soltei o elástico do meu cabelo, arrumei meu cabelo, passei um baton nude, a minha bolsa e meu celular. Sai do quarto e fui para a cozinha, peguei uma maçã e comi esperando a Rafaela na sala. Olhei no rélogio do celular e resolvi ir no quarto dela. Ela abriu a porta antes que eu bate-se, reclamei e saímos de casa. Pegamos um táxi, e demos o endereço da faculdade. Mandei uma mensagempara a Ariana falando que estavamos indo, e logo ela mandou mmensgem dizendo que também e que estava atrasada. Pagamos o táxista e saímos do carro, fomos correndo para dentro. Quando entramos já estava explicando matéria, e que eles não iriam repetir de novo. A Ariana chegou depois de alguns minutos e se sentou ao meu lado. Prestamos atenção no resto da aula. Algumas vezes ou outras eu conversava com as meninas no intervalo de troca de professor, mais hoje era dia de prestar atenção por causa da matéria nova.

A aula estava se arrastando lentamente hoje, e ao mesmo tempo que era bom, também era ruim. Bom porque demorava para ir para casa e ruim porque demorava chegar amanhã para ver Louis e os meninos. A aula terminou um pouco tarde do costume, já eram 12:13 quando acabou. Eu e as meninas estavamos morrendo de fome, eu e a Rafa não tomamos café de manhã e a Ariana disse que também não tomou. A unica coisa que estava no meu estomago era aquela maçã que comi de manhã. Fomos para o apartamento, a Ariana entrou com a gente.

Ficamos na cozinha vendo o que podiamos fazer e acabamos fazendo alguns sanduiches de peito de peru e outros com manteiga de amendoin, bebemos suco de morango e ficamos na sala assistindo qualquer coisa que estivesse intereçante, mais quase não prestamos atenção em BBT, estavamos discutindo sobre a matéria de hoje, e depois outros assuntos foram surgindo. A Ariana olhou no rélgio e arregalou os olhos para gente.

Rafaela: O que foi? -ela se levantou da poltrona.-

Ariana: Eu to atrasada gente! -pegou mochila no sofá.- Desculpa meninas, tenho que ir, tenho uma reunião daqui à 20 minutos com o (empresário).

Eu: Sobre o album? -foi correndo para a porta.-

Ariana: Aham, beijo, beijo. -ela saiu apressada, fechando a porta.-

Nos: Tchau. - gritamos, mais eu acho que ela não deve ter escutado.-

Nos olhamos e começamosa rir daquela situação. Tinha alguns sanduiches no prato, então continuamoos comendo e vendo televisão. Quando acabou os sanduiches e aquele seriados anunciando outro, a Rafaela desligou a televisão e nos fomos para a cozinha levando o prato e os copos para a cozinha que estava uma bagunça. Arrumamos a cozinha, e eu lavei a louça, depois fui para o meu quarto, troquei de roupa.

-



-

Entrei no banheiro, fiz a minha higiene, voltei ao meu quarto dei uma arrumada na minha cama, e fui para area de serviço ligando a maquina e deixando ela fazer seu trabalho com a roupa enquanto eu e a Rafa faziamos o nosso. Quando terminamos de arrumar a casa toda, a Rafaela me ajudou a colocar a roupa limpa para a secadora e colocar outra muda de roupa para lavar.

Quando terminamos de lavar e secar a roupa toda, levamos a roupa para dentro e as dobramos em cima do sofá enquanto conversavamos.

Rafaela: Eu to doida que chegue amanhã, quero ver meu loirinho. -sorrimos.-

Eu: Eu também quero que chegue amanhã.

Acabamos de dobrar tudo, e ela separou as suas roupas das minhas, levei para o meu quarto e organizei meu guarda-roupa, peguei meu celular e vi que eram 20:51. A Rafa apareceu em eu quarto, e peguntou se podia comprar pizza para comermos eu eu concordei que seria uma boa ideia, já que estavamos cansadas. Ela saiu do meu quarto e foi ligar para a pizzaria. Eu entrei no banheiro, tomei um banho demorado e relaxante, sem molhar o meu cabelo. Sai enrolada na toalha, peguei meu pijama, coloquei sobre a minha cama, me sequei rápidamente por causa do frio e me vesti.

-




-

Penteei meu cabelo e o prendi em um desajeitado rabo de cavalo. Sai do quarto e me sentei no sofá da sala. A Rafaela não estava por ali, liguei a televisão e fiquei assisntindo um filme que eu nem sabia o nome. Minutos depois a campainha tocou, eu me levantei e fui atender, era o entregador de pizza. Pedi que espera-se e peguei a minha carteira.

Entreguei o dinheiro a ele e peguei a pizza com a sacola da coca. Ele se foi e eu entrei, fechando a porta com os pés. Levei para a cozinha e vi que a Rafaela estava ali, olhando distraida para a mesa com um sorriso no canto dos lábios. Coloquei a pizza e a coca em cima da mesa e ela se despertou dos pensamentos, olhando para mim.

Eu: Pensando em que? -peguei os pratos, enquanto ela se levantava da mesa.-

Rafaela: Nem mesmo sei por onde eu viajei. -sorrimos, ela pegou os copos.-

Coloquei os pratos em cima da mesa e me sentei. Comemos a pizza em silêncio, mais de vez em quando saía um coméntario entre nos duas. Comi dois pedaços daquela pizza e bebi três copos da coca. Já estava ficando cansada demais para ficar conversando na cozinha com a Rafa, e ela também ficava distante toda hora enquanto comia o seu segundo pedaço de pizza e bebia a sua coca.

Eu: Eu estou cansada, acho que vou dormi.

Rafaela: Tudo bem, boa noite. -me levantei, dei um beijo e sua testa e ela sorriu.-

Eu: Boa noite.

Fui para o meu quarto, passando na sala e desligando a televisão. Antes de me deitar, eu fui no banheiro fazer a minha higiene, e voltei para meu quarto, arrumei minha cama, me deitei, cobrindo-me com duas cobertas, mexi no meu celular, lembrando de colocar para despertar, me virei para o canto e acabei dormindo.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Continua...

12 de agosto de 2015

Capitulo 24 - Welcome Back


-

Quando acordei, ainda estava dentro da vã. As meninas ainda dormiam, e o Jeremy prestava atenção na estrada. Puxei assunto com ele peguntando se estavamos chegando.

Jeremy: Vai demorar a chegar. -ele me olhou pelo retrovisor.-
Eu: Ah, claro. -suspirei.-

 Fiquei olhando pela janela e desejei comer alguma coisa salgada, mais não estava com muita fome. O sono estava me dominando de novo e eu acabei dormindo.

                      _________________________________


 Acordei com alguém me cutucando, abri meus olhos e percebi um frio me invadir. Londres. Estava escuro, parece que passamos horas dentro daquela vã. A Ariana que me cutucava, eu me despreguicei e ela deu um aviso dizendo que chegamos. Sorri para ela, e me endireitei na poltrona. Estavamos atravessando a ponte, eu podia ver a London eye daqui. Não demorou para chegarmos no apartamento. A Ariana desceu no nosso apartamento, nos despedimos da Selena, e ela seguiu para a sua casa. Adeus féria, bem vindo Londres.
 A Ariana não entrou, ela foi direto para a sua casa. Nos despedimos dela e entramos no apartamento. Coloquei as chaves sobre a mesinha e o meu celular, o apartamento estava do jeito que nos deixamos, e parecia que tudo estava voltando ao normal. Fui para a cozinha, bebi um pouco de água e voltei para a sala. Peguei a minha mala e fui para o meu quarto, desarrumei-a e separei as roupas sujas para lavar. Coloquei a mala embaixo da cama e sai do quarto com as roupas sujas, indo para a área de serviço. Fiz o processo de separar as roupas brancas das colorida e dos jeans e comecei o processo de revistar o bolso das calças e dos shorts. Deixei lavando as roupas brancas e fui para a cozinha, Rafaela estava sentada na mesa tomando alguma coisa na xícara, deve ser chá. Me servi um pouco na xícara e me sentei na mesa, pegando um bolinho e comendo.

Eu: Onde achou esses bolinhos? Aqui em casa tinha?
Rafaela: Achei esses bolinhos no mercado e paguei por eles.
Eu: Você saiu de casa? Nem vi. -ela olhou para a xícara, havia alguma coisa errada.-
Rafaela: Ai ai. -suspirou.-
Eu: Alguma coisa esta te incomodando?
Rafaela: É só saudade do meu loirinho, não sei se aguento até terça. -ela dizia aquilo como se terça não fosse daqui a dois dias, e sim daqui a dois meses.-
Eu: Vai passar rápido, vamos procurar alguma coisa pra fazer.
Rafaela: O que você sugere?
Eu: Sei lá, a Ariana não vai no estúdio? Tenho certeza que ela não vai querer ficar sozinha.
Rafaela: Não acho que eu queira ir ao estúdio, vai me fazer lembrar o One Direction e eu vou me lembrar do Niall, e a saudade vai bater. -pensei por um minuto.-
Eu: Podemos visitar os pontos turísticos daqui de Londres, ou dar uma olhada no shopping. -dei de ombros.-
Rafaela: Só de você falar já esta me dando preguiça.
Eu: Ai Rafaela, animo! -ela suspirou.-
Rafaela: Então vamos fazer isso amanhã, eu to cansada, vou dormi.
Eu: Ok, vou ver a maquina e depois vou dormi.

 Ela se levantou, colocou a xícara na pia e saiu da cozinha comendo um bolinho. Fiquei olhando ela sair e depois balancei a cabeça. Peguei mais um bolinha e comi, dando uma golada no chá. Fui para a área de serviço e desliguei a maquina, amanhã eu termino de lavar a roupa.
 Passei pela cozinha, coloquei mais daquele chá na xícara para mim e fui para a varanda, passando na sala e pegando meu celular em cima da mesinha e vi a hora, já eram 23:58. Me sentei em uma cadeira e fiquei admirando as luzes da cidade.
 Aquilo é lindo, eu estava encantada com essa cidade e vou sentir falta disso aqui. Devo ir para o Brasil? E Louis? Acho que não quero deixa-lo, mais não sei se a minha mãe me deixaria ficar. Eu ia fazer 19 anos, que isso? Claro que eu posso ficar. Falando em 19 anos o anivérsario da Rafaela esta chegando, o que eu devo fazer? Pensei por um momento, uma festa surpresa? Vou conversa com os meninos e as meninas, incluindo Justin.
 Meu sono estava chegando, e eu lutava contra ele, querendo estar animada. Mais meus olhos começaram a fechar contra a minha vontade eu eu tombei a cabeça mais logo a levantei. Ok, desisto. Me levantei da cadeira, passei na cozinha deixando minha xícara na pia, fui para o meu quarto. Tirei aquela calça jeans e me deitei na cama. Me cobri com duas cobertas, me encolhendo embaixo delas, e fechei meus olhos. Acabei dormindo pensando em como falaria da festa da Rafa.

                              ___________________________________


 No outro dia acordei com meu cabelo bagunçado, mais eu estava descançada, e por algum motivo estava feliz, mais não sabia de onde vinha essa felicidade toda. Amanhã eu volto para a faculdade, e o que eu posso fazer hoje? Nada vinha na minha cabeça, mais isso não tirava a minha alegria estranha. Entrei no banheiro, me olhei no espelho e percebi meu sorriso bobo, fiz a minha higiene matinal e sai do banheiro, passando no quarto, peguei meu celular, sai do quarto assoviando e entrei na cozinha. Preparei o café da manhã saudável, e me peguei sorrindo bobo três vezes. Eu não entendia o porque de tanta felicidade, mais eu gostei disso. Coloquei a mesa do café da manhã.

-

-

 Me sentei e comecei a tomar meu café da manhã sozinha, e logo a Rafaela veio para a cozinha, parecendo mal humorada. Ela se sentou na mesa, e tomou seu café da manhã quieta.

Eu: Bom dia pra você também. -sorri para ela, e ela forçou um sorriso e voltou a ficar séria.-
Rafaela: Bom dia. -ela estava mal humorada.-
Eu: Dormiu mal?
Rafaela: Tive um pesadelo onde todo mundo me ignorava.
Eu: Nossa, pode deixar que eu não vou te ignorar, ok? -ela sorriu e balançou a cabeça.-

 Ficamos em silêncio de novo, terminei meu café da manhã e sai da mesa. Pensei em ligar meu notebook agora, mais ainda deve estar cedo no Brasil. Acabei ligando mesmo assim, enquanto ligava, fui para o banheiro, fiz a minha higiene pós café da manhã e voltei ao quarto. Meu notebook estava a minha espera. Me sentei na cama, e o coloquei no meu colo. Me atualizei de algumas noticias e logo recebi uma chamada de video, era Louis. Quanto tempo eu não via seu rosto? Dei um sorriso e atendi. Ele estava com um sorriso perfeito nos lábios, e eu não resisti, sorrindo também.

Eu: Oi. -sorri timidamente.-
Louis: Oi. -passou a mão em seu cabelo.-
Eu: Você esta bem?
Louis: Uhum. -ele sacudiu a cabeça e sorriu.

-


-

- E você?
Eu: Também estou. -mordi o lábios.-
Louis: Senti falta de ver o seu rosto, parece que eu estou a um ano sem ver você.
Eu: Eu sinto a mesma coisa, mais eu estou feliz hoje.
Louis: Por qual motivo?
Eu: Ai você me pegou, eu não faço a menor idéia. -ele levantou as sobrancelhas, e olhou para cima do notebook.-
Louis: O que foi? -não era comigo que ele falava.-
Xx: Quer jogar video Game? -parecia a voz de Niall.-
Louis: Não, chama o Zayn. -ele olhou para mim e sorriu.-
Xx: Ele não quer. -ele voltou a olhar para cima.-
Louis: Eu estou ocupado Niall. -ele seguiu seu olhar até Niall aparecer sua cabeça e me ver.-
Niall: (SEUNOME)! -sorri.- Cade a Rafaela?
Eu: Deve esta discutindo com algum objeto, ela esta de mal humor hoje.
Niall: Hum, o aniversário dela esta chegando.
Eu: Eu sei, estava pensando em uma coisa, quando você chegar aqui nós conversamos.
Louis: Não gostei desse nós. -sorri para ele.-
Eu: Você, Zayn, Harry, Selena, Justin, Ariana... todo mundo menos a Rafaela ok?
Louis: Ah, sim. -sorrimos.-
Niall: Festa surpresa? -disse sussurrando.-
Eu: Isso. -balancei a cabeça.-
Louis: Vai joga video-game Niall. -eles se olharam.-
Niall: Eu quero ficar aqui. -ele disse tranquilamente e ainda levantou a sobrancelha, olhando para mim.- Onde ela esta? Chama a Rafaela.
Eu: Ok, espera um pouco.

 Me levantei da cama e fui para a cozinha, mais não foi preciso ir até lá, ela estava na sala assistindo televisão. Eu a chamei seu nome e ela me olhou.

Eu: Tem uma surpresa para você no meu quarto.
Rafaela: O que é?
Eu: Vem logo. -ela levantou do sofá desanimada e eu corri para o meu quarto.-

 Me sentei na cama, e vi que os dois estavam se encarando. Não entendi nada até o Niall sorrir e Louis comemorar.

Louis: Eu disse que conseguia ficar por mais tempo.
Eu: Voltei.
Rafaela: Niall? É o Niall que esta ai? -ela veio se sentar ao meu lado rápido.-
Niall: Oi Rafa. -sorriu.-
Rafaela: Oi Nini, eu to sentindo a sua falta. -fez um beicinho.-
Louis: Melação à essa hora? -fez careta.-
Eu: Shiu Louis, deixa eles. -ele sorriu para mim.-

 Ficamos conversando com os meninos até Zayn chama-los para o show. Eu dei um oi para Zayn, e tchau. Eu e a Rafa mandamos beijo para os meninos e sorrimos e então desligou. Ficamos olhando a tela hipnotizadas e então despertamos. Olhei para Rafaela e ela também me encarava.

Eu: Melhor?
Rafaela: Um pouco, eu acho que o tédio esta voltando.
Eu: Quer sair?
Rafaela: Não seria uma má ideia, vamos passear pelos pontos turisticos em Londres.
Eu: Vai se arrumar então.

 Ela se levantou da minha cama e foi rapidamente tomar um banho, coloquei meu notebook para carregar e fui para o banheiro. Tomei meu banho demorado e quente, me enrolei na toalha e sai. Fiquei procurando uma roupa para mim, pensando em que vesti. Acabei pegando uma calça que minha mãe me deu no natal e uma blusa, deixei eles sobre a cama, me sequei e vesti minha roupa.

-

-

 Olhei pela janela e percebi que estava frio, e eu nem precisava abrir a janela para confirma. Ajeitei meu cabelo, passei um batom rosa-claro, coloquei os acessórios e meus tênis. Peguei uma blusa de frio para mim e a vesti.
 Estava pronta para sair de casa, só faltava a Rafaela. Peguei uma bolsinha e coloquei dinheiro dentro, peguei meu celular na cama e sai do meu quarto. Fui para a cozinha, tomei um copo de suco de laranja e comi um daqueles bolinhos de ontem. Ouvi a Rafa pronunciar meu nome alto, e eu fui para a sala. Ela já estava pronta, nos saímos do apartamento e chamamos um táxi.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Continua...

17 de julho de 2015

Capitulo 23 - Hero.



-

"Quente, isso é a temperatura de agora. Parecia que o sol estava preste a chegar no planeta. Me levantei de uma cama e sai correndo. Eu só conseguia sentir mais calor do lado de fora daquela casa. Olhei em volta e eu só via o mar, eu estava me queimando. Corri para o mar e mergulhei nele, como se procura-se um jeito de escapar daquele fogo que me consumia. Esperei a minha hora chegar já que todos na praia estavam se queimando com o fogo.
 Me joguei naquele mar gelado e o frio me invadiu, eu tremi mais preferia o frio do que ser morta pelo sol. Fiquei boiando na água de costas, abri meus braços para não afogar.

-
-

 O vai e vem da água fria me deixava tonta e deixava meus musculos doloridos, uma coisa se prendeu ao meu pé é começou a me puxar para baixo. Não entrei em panico, como se eu soubesse quem estava me salvando. Abri meus olhos e vi os seus olhos azuis em um brilho de preocupação. Eu sorri para ele, e ele me deu um beijo rápido.

- Não sei o que seria de mim sem você. -ele disse, e alisou meu cabelo molhado.-
- Eu te amo. -eu disse, e abri um sorriso de orelha à orelha.-"

 Acordei com uma falação e percebi que estava encolhida no sofá, com um pouco de calor, suada, e com uma coberta em cima de mim. Estava com dor de cabeça, e meu corpo parecia queimar, como nesse sonho estranho. A Ariana e a Selena estavam conversando sobre mim, e quando perceberam que estava acordada suas caras ficaram mais aliviadas.

Selena: Você esta bem?
Eu: Eu to...? -tirando a dor de cabeça, e que estava tudo girando, eu estou bem.-
Ariana: Você estava quente, a febre deve ter abaixado. -pegou alguma coisa em baixo do meu braço, sacudiu e viu alguma coisa ali, um termometro.- É, abaixou. -se aliviou.-
Selena: O Jeremy ligou pra gente dizendo que você estava quente, e não sabia o que fazer.
Eu: Deve ser uma febre passageira, relaxa. -me sentei, tudo girou, coloquei a mão na cabeça.-
Ariana: O que você tem? Ficou tonta?
Eu: Eu to bem, me levantei rápido demais. -a Rafaela entrou na sala.-
Rafaela: Ainda bem que você esta bem, eu já ia ligar para a Mayra.
Eu: Quando você ficou com febre eu não liguei para a sua mãe. -resmunguei.-
Rafaela: Não liguei pra sua mãe, eu quase liguei. -suspirei.-
Eu: Dei febre? -elas sacudiram a cabeça positivamente.- Hum. Eu vou me deitar ok? Não precisa se preocupar, eu só estou cansada.
Selena: Acho que também vou dormi, já esta na minha hora.
Ariana: Amanhã é o ultimo dia não é? -fez uma carinha triste.-
Rafaela: Fazer o que né? Vamos aproveitar como amanhã?
Eu: Vamos pensar nisso amanhã, agora eu vou me deitar. -me levantei do sofá.-

 A Selena veio comigo para o quarto, mais ficou em silêncio. Troquei a roupa por um pijama cansada demais para tomar um banho. Mesmo assim fui ao banheiro, fiz a minha higiene matinal antes de dormi, e fui para a cama. Isso é estranho, parece que eu nem se quer dormi no sofá. As vezes eu estava cansada por causa do sofá, sofá não é lugar de dormi. Me virei para o canto e esperei que as luzes dos quarto fossem apagadas. Fechei os olhos, bocejei, e a Selena apagou as luzes, e eu senti ela se deitar ao meu lado. De pouco a pouco meu sono estava me golpeando, e eu acabei dormindo, sem lutar.

                                           ____________________________________________

 No outro dia acordei cedo, com mais disposição para fazer uma caminha. Me levantei da cama, e fui logo para o banheiro. Tomei um banho gelado por causa do calor, e tentei ao máximo não molhar o meu cabelo, fiz a minha higiene matinal, e sai do banheiro enrolada em uma toalha. Peguei uma roupa para mim, sequei meu corpo e me vesti.

-

-

 Fiz um rabo de cavalo bem no alto, e vesti meu tênis. Estava saindo, mais sem querer eu bati o pé no comodo ao lado da cama. Como eu consegui fazer isso? Olhei para a Selena que se mexeu na cama, e suspirei aliviada por não ter acordado ela. Me virei indo para a porta.

Selena: Vai fazer caminhada? -me virei para ela.-
Eu: Vou sim, desculpa ter te acordado.
Selena: Tudo bem, posso ir com você?
Eu: Claro que pode. -sorrimos.-

 Ela se levantou da cama e foi para o banheiro. Fiquei sentada na cama enquanto esperava ela se arrumar. Quando ela ficou pronta nos saímos do quarto e fomos para a cozinha tomar café reforçado antes de sair. A Rafaela estava pronta para uma caminhada também, e isso me fez sorrir. Não foi só eu que pensei em fazer caminhada hoje.

Selena: Pelo visto todo mundo quer fazer caminhada. -sorrimos.-
Rafaela: Vocês também vão? Pensei que teria que ir sozinha.
Eu: Quero gastar energia hoje, a Ariana não quer ir não?
Rafaela: Ela esta dormindo, eu a chamei mais ela disse que esta com dor de cabeça.
Eu: Ah, entendo.

 Tomamos nosso café rápido, peguei uma maçã e saímos de casa. Fizemos um alongamento antes de correr pelo cansadão da praia, encontramos algumas pessoas que estavam correndo, percebemos alguns paparazzi tirando foto mais nós não fizemos nada, apenas ignoramos. Nossa caminhada estava chegando ao fim, eu estava com cede e elas também. Paramos em um quiosque e bebemos água. Voltamos para casa andando e conversando. Eu estava sentindo aquele enjoo de sempre, respirei fundo e tomei um pouco de água para ver se passava. As meninas não precisa saber desses enjoos doidos, não quero deixa-las preocupadas, e depois eu vou no médico ver o que é isso.
 Chegamos em casa, a Ariana estava sentada no sofá falando no celular. Ela estava empolgada com alguma coisa. Deixamos ela acabar de falar ao celular e fomos para a cozinha. O Jeremy estava olhando o relógio e tomando café da manhã. Olhei o relógio e ainda eram 9:57, fui para o quarto, peguei uma roupa para mim, entrei no banheiro, tomei outro banho para tirar aquele suor do meu corpo, sai do banheiro enrolada na toalha, me sequei e vesti a roupa.

-
-

 Soltei meu cabelo daquele rabo de cabelo, e deixei ele solto mesmo. Sai do quarto e dei de cara com a Selena, nos sorrimos, ela entrou e eu sai. Fui para a cozinha e a Ariana estava conversando animada sobre o que ela estava falando ao celular.

Ariana:... esta se realizando, nem acredito é por isso que eu amo meu empresario. -a Rafaela parecia animada também, não entendi.-
Eu: O que aconteceu? -elas me olharam.-
Ariana: Eu vou gravar meu primeiro CD, ele me ligou para assinar um contrato com a gravadora e começar a trabalhar com as novas músicas.
Eu: Nossa, parabéns Ari, você merece. -eu a abracei.-
Ariana: Obrigada.

 Ela ficou nos falando sobre esse novo CD, e talvez a música que o Justin fez para ela pode estar no CD. A manhã passou rápido, e a tarde já estava chegando. Fizemos uma coisa facil para a gente comer, e depois descansamos um pouca para irmos naquela cachoeira do primeiro dia. As meninas estavam pensando em pegar estrada de noite, o que não seria uma má ideia.
 Terminamos de comer, cada uma lavou seu prato, e fomos com Jeremy naquela cachoeira do primeiro dia. Dessa vez não tinha tantas pessoas naquele lugar, dava para contar no dedo, 1, 2, 3... 7 pessoas estavam lá conversando, e tomando banho na cachoeira. Nos resolvemos ficar olhando e tirando fotos do nosso ultimo dia. Depois fizemos uma caminhada pelo lugar e descobrimos um lugar lindo, e perfeito para um pique-nique.

-
-

 Ficamos admirando aquele lugar durante um tempo, e acabou que vimos o pôr-do-sol naquele lugar perfeito. O Jeremy nos guiou para o Jep e nos fomos para casa arrumar as coisas. As meninos estavam reclamando de termos que ir embora, mais tínhamos compromisso, e amanhã poderíamos descansar da viagem, já que é domingo. A Selena vai ver o Justin, ela é sortuda, ele volto do show ontem, e vai poder matar a saudade dele, já eu e a Rafaela vamos ter que esperar mais dois dias para ver os meninos. E eu espero que acabe cedo assim como hoje acabou rápido. Coloquei minha mala em ordem, e a deixei uma roupa em cima da cama para usar.
 A Selena entrou no banheiro primeiro, e eu fiquei esperando no quarto, mais acabei desistindo de esperar e fui para a cozinha. Estava com fome, e não tinha nenhum biscoito de chocolate, voltei ao quarto, peguei o dinheiro e sai de casa. Fui no mercadinho ao lado, comprei dois biscoitos recheado de chocolate, um todynho e uma lata de coca. Passe no caixa e paguei, fui andando de vagar para a casa comendo o biscoito e tive a impressão de estar sendo seguida, mais ignorei.
 Entrei em casa, a Rafaela estava assistindo televisão, e por um milagre ela já estava arrumada. Ela encarou a minha roupa, e eu me olhei. Entendi seu olhar, e antes que ela começa-se a reclamar eu subi para o quarto. A Selena estava arrumando o cabelo quando eu entrei. Deixei o biscoito em cima da cama e entrei no banheiro levando a escova de dente comigo. Tomei meu banho, aproveitei e lavei meu cabelo, que estava cheio de areia. Terminei meu banho, me enrolei em minha toalha e fiz a minha higiene olhando o espelho, e assim que acabei, sai do banheiro.
 A Selena não estava mais ali, nem a sua mala. Eu me sequei, coloquei minha roupa intima e a roupa que eu separei para mim vestir depois do banho.

-

-

 Penteei meu cabelo molhado e o deixei solto, passei um pouco de creme nele para ele ficar macio quando secar. Passei perfume, lápis de olho, rímel e um batom nude da cor da pele. Dei uma ultima olhada no espelho e ouvi batidas na porta. Logo eu vi a Ariana abrindo a porta.

Ariana: Só falta você. -balancei a cabeça.-
Eu: Só vou colocar meu tênis.
Ariana: Ta bom, não demora. -sorri, e ela saiu.-

 Coloquei a roupa que eu estava em uma bolsa onde havia algumas outras sujas e sai do quarto com a minha mala e a bolsa de lado com o biscoito, o todynho e a coca dentro. Meu celular estava na minha mão. Encontrei as meninas desanimadas conversando com Jeremy sobre sentir falta daqui.

Eu: Vamos? -elas fizeram umas caretas e uma de cada vez fomos saindo de casa.-

 A Selena foi a ultima, ela saiu, trancou a porta e nos entramos na vã. Me sentei no mesmo lugar que eu vim, e estiquei a minha perna. A Rafaela e a Ariana ficaram conversando atrás e dessa vez a Selena participou dessa conversa. Fiquei olhando pela janela e comendo meu biscoito piraque e tomando coca.
 As nossas férias foi boa, eu gostei. Espero ter outras como essas. Olhei meu celular e mandei uma mensagem para Louis antes que o sinal cai-se, escrevi na mensagem que estava indo para Londres. Minutos depois a mensagem dele chegou me desejando boa viagem e dizendo que me ama, eu disse que o amava também e voltei a prestar atenção na janela. Minutos depois de conversa vi que a Rafaela e a Selena dormiu. Com dificuldade a Ariana saiu de lá e foi se sentar ao meu lado. Eu ofereci o todynho para ela, e ela pegou. Ficamos conversando e ela logo caiu no sono. Estava começando a ficar com sono também, então deitei minha cabeça no banco e fechei meus olhos, esperando que eu dormi-se.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua... 

É o fim dessa viagem, e o Louis vai chegar rápidinho. k

4 de julho de 2015

Capítulo 18 - Life's Good



~ Anne On ~

Caraca! Minha vida mudou tanto e tão rapidamente... Tudo começou a acontecer quando conheci a (Seu Nome), é como se ela tivesse sido responsável por todas as coisas boas que me ocorreram, e de certa forma, ela foi. Desde que nos conhecemos melhor, passei a tê-la como uma irmã... Principalmente por ela ser do Brasil e eu ter uma paixão inexplicável por esse país. Estávamos sempre juntas e ela me fazia ser eu mesma como ninguém. Lembro que nos conhecemos por pura coincidência em um dia como outro qualquer e ela se tornou grandiosamente especial na minha vida.
Atualmente não tenho nada do que reclamar... Estou passando pela fase mais feliz da minha vida. Parece um sonho, mas tudo que desejei em todos esses anos agora é REAL. Trabalhei como assistente pessoal do novo baterista do Justin e com o dinheiro consegui concluir minha faculdade de Desenho e Pintura. Hoje faço quadros que são expostos e leiloados. A maioria deles tem algo sobre o Justin e assim acabo arrecadando mais com as Beliebers. Também faço roupas com desenhos personalizados, desenhos para decoração de paredes e tudo relacionado a essa arte. Sou muito realizada com meu trabalho, tanto que pude comprar uma casa aqui mesmo em Londres. A casa onde morava com meu irmão agora é apenas dele. Sou muito apegada a essa cidade e é aqui que quero viver o resto de minha vida. Ainda tenho muito contato com os meninos, e de todos o que sou mais apegada é Liam. Amo conversar com ele, pois temos muitos pensamentos em comum, mas claro que sou grata por todos eles por tudo que vivi com eles e com certeza os cinco também estão entre as pessoas que eu mais amo nessa vida. Estou muito realizada quanto à minha vida profissional.
Sobre minha vida amorosa... Não poderia ser mais perfeita. Afinal, eu sei que quase metade do planeta gostaria de estar no meu lugar. O Justin é realmente um príncipe e me sinto a garota mais sortuda do mundo por estar com ele. Nunca vou me cansar de admirá-lo e dizer o quanto o amo. Qualquer tanto seria pouco. Estamos namorando e temos até um anel para simbolizar isso. É claro que ainda sonho em me casar com ele, mas entendo que ainda somos um pouco jovens e podemos esperar mais um pouco, e também, não precisamos de um casamento para oficializar o que sentimos um pelo outro. Nós mesmos sabemos mais do que ninguém. Ele continua o mesmo do começo... Sempre me elogiando, dizendo o quanto ama meu jeito encantador, bem-humorado, louco e charmoso de ser. É claro que fico me sentindo, pois nunca vou me esquecer que antes de tudo isso eu era apenas mais uma Belieber com um amor platônico por ele. Sempre fui muito sentimentalista e sonhadora... Não estou aqui por um acaso, acredito que existe uma força maior sobre todos esses acontecimentos maravilhosos em minha vida. Não quero mudar nunca o meu modo de ser por estar onde sempre sonhei chegar, até porque, cheguei até aqui sendo o que sou, então não seria justo me mascarar na melhor parte de tudo. Procuro sempre ser gentil e passar paz para as pessoas, porque é o mesmo que desejo delas. Passei por muitas coisas até chegar aqui, me arrependo amargamente de palavras cruéis que deixei escapar, de atitudes impensadas, de momentos em que a raiva me dominou, mas sempre me lembro que todos esses momentos foram instigados pelo amor que eu sentia e pela vontade incontrolável de proteger as pessoas que amo. No fim de todos os pensamentos sempre chego à conclusão de que se tirasse as partes ruins de tudo que passei, provavelmente o final não seria tão perfeito como está hoje. Eu e a (Seu Nome) voltamos a ser amigo, o que acredito que nunca deixamos de ser. E não poderia ser diferente, chegamos aqui praticamente juntas, apesar das curvas acentuadas dessa estrada. Ela continua sendo e sempre vai ser como uma irmã para mim.
Realizei meu sonho e de uma forma muito melhor do que esperava, é aí que está, quando sabemos esperar e temos fé, a vida nos prepara coisas maravilhosas.

~ Anne Off ~

~ Laura On ~

Ás vezes custo a acreditar no rumo que as coisas tomaram. Quando saí do Brasil, apenas com Josh e me mudei para Londres é claro que pensava em mudar de vida e dar tudo que meu filho merecia. Mas isso só foi acontecer 12 anos depois, com a chegada da (Seu Nome). Eu sei que me arrisquei muito ao sair de um país, como mãe solteira, sem saber ao certo como seria quando chegasse aqui, mas quando olho para trás, percebo que o risco valeu a pena.
Receber a (Seu Nome) na nossa casa foi tão gratificante para mim, mas nunca poderia pensar que ela viria como um anjo para mudar nossa vida. Mesmo morando longe, procurei ser uma tia presente, pois tenho um carinho enorme por essa garota e vê-la crescida e tão linda foi ótimo.
Josh desde pequeno sempre foi muito sonhador, principalmente em relação à sua bateria... Companheira inseparável. É claro que o apoiava, mas confesso que às vezes pensava que ele sonhava alto demais, afinal eu era apenas uma professora de História e não era o que tinha sonhado para mim ao vir para cá. Mas quando a (Seu Nome) chegou, ele teve o impulso que precisava, dava para perceber nos olhos dela que ela acreditava no potencial dele e no sonho que ele tinha, coisa que me faltou dar a ele. Foi a partir do primeiro passo que tudo se modificou. Em menos de uma semana Josh já era baterista da maior Boyband do mundo atualmente. Fiquei tão feliz por ele, foi quando percebi que era tudo que ele precisava... Ser reconhecido pelo que fazia... Ele foi, e explodiu no sucesso. No começo foi tudo muito estranho para mim, ver meu filho em noticiários, em capas de revista, comentários sobre nas ruas e na Universidade, minhas alunas alucinadas me perguntando tudo sobre ele... Sempre fui muito séria em relação à minha família e protetora em relação ao Josh... Mas aos poucos aprendi a lidar com isso e o orgulho tomou conta do meu coração de forma absurda. Era vê-lo ou ouvi-lo tocar para que uma lágrima surgisse em meu rosto. Não há felicidade maior para uma mãe que ver seu filho realizado e feliz.
Josh sempre foi um filho apegado a mim, e muito dedicado a tudo que lhe dizia e fico muito feliz em perceber que ele carrega isso consigo até hoje. Josh comprou uma casa para mim... Muito maior do que a que morávamos, fico até meio sem graça em pensar que a casa é minha, pois é linda e muito confortável. Ele ainda mora comigo, mas diz que logo a casa será somente minha, o que eu oro pra que demore muito a acontecer. Também sou muito apegada a ele e tudo que fiz nessa vida foi pensando nele e sei que ele reconhece isso. Josh também sempre soube respeitar o meu espaço e apesar de ser um pouco ciumento, não deixava de me apoiar quando conheci alguns caras legais. Ele não tinha do que reclamar, sempre me dei ao respeito e não era qualquer homem que deixava passar pela porta de minha casa. Hoje, continuo solteira, não me preocupo mais em encontrar alguém, com o tempo percebi que tudo que realmente preciso está bem perto de mim... O meu filho.
Deixei de trabalhar na Universidade como professora e agora ajudo minha irmã (Sua Mãe) nos negócios da família. É como se eu fosse uma Auxiliar e devo dizer que o salário é bem melhor, mas melhor do que qualquer salário é estar perto das pessoas que amo, fazendo algo gratificante. A (Seu Nome) vai ser além de minha sobrinha querida, um anjo que passou em minha vida.

~ Laura Off ~

~ Josh On ~

Tenho tantos motivos para agradecer... Agradecer à minha mãe, aos meninos da banda, à Anne, ao Justin, à (Seu Nome) e principalmente a Deus por ter me dado um talento e a oportunidade de ter todas essas pessoas em minha vida. Hoje sou um cara feliz e completamente diferente graças a essas pessoas.
Minha mãe primeiramente foi a responsável por eu existir, junto com meu pai que infelizmente me deixou. Ela me educou, me ensinou a fazer escolhas, lutar por meus objetivos, estar sempre atento a descobertas e a colocar amor em tudo que faço. Minha mãe é minha rainha e a pessoa que eu mais amo na vida. É graças a ela que sou esse Homem realizado e feliz, pois ela me ensinou a traçar um objetivo e sozinha como uma guerreira conseguiu me transformar em uma pessoa de sucesso em todos os sentidos.
A One Direction foi minha maior felicidade. A banda como um todo, mas também cada indivíduo que faz parte dela... Harry foi um cara com quem aprendi muita coisa, ele me ensinou que dá pra ser feliz sendo sério, mas ao mesmo tempo louco e a ser generoso com a vida. Liam é um exemplo de amigo, e me ensinou a superar as dificuldades pensando positivo. Zayn é ridiculamente vaidoso, mas acima disso, ele conhece o que ele é, e isso foi uma coisa que sempre admirei e foi com ele que aprendi a me valorizar. Louis, ao lado dele não dá pra ficar pra baixo, o cara é fera e me ensinou a ter bom-humor até nos momentos mais difíceis. Niall é o que mais me identifico, ele é tranquilo, mas tem um mundo interno que poucos conhecem e foi com ele que aprendi a me resguardar. Amo estar rodeado de pessoas que eu amo e com esses caras, o amor está completo.
Anne também me marcou... Por ser uma garota tão meiga e louca ao mesmo tempo, ela consegue ser o que você espera que ela seja e me conquistou logo de cara, além disso, me ajudou bastante apenas pela simples presença, além de ter passado comigo o momento mais assustador da minha vida.
A (Seu Nome)... Nossa, a (Seu Nome)... É realmente difícil definir o que essa garota representa para mim... Talvez tenha sido um anjo, uma irmã, uma luz, uma amiga incondicional... Qualquer coisa a mais do que simplesmente prima. Tenho uma conexão muito forte com ela, tão forte que no começo cheguei a pensar que pudesse acontecer algo a mais entre a gente, mas com o tempo percebi que se tratava apenas de amor de sangue, amor de presença, amor de saudade, amor de compreensão... Ela sempre acreditou em mim, e foi graças a ela que consegui me tornar baterista da One Direction. Sempre tive vontade de protegê-la de tudo... Não tenho certeza se me sinto o anjo dela ou se sinto como se ela fosse meu anjo. De qualquer forma, ela ocupa um espaço enorme em meu coração que jamais ficará vazio. Amo muito minha priminha.
Cada passo que eu dei nessa vida me trouxe alguma emoção, mas acho que hoje estou no ápice de todas as emoções juntas. É como se eu já tivesse vivido tudo que se tem pra viver... Sou muito feliz. E me surpreende estar conseguindo ser tão feliz sem uma garota, mas é que meu principal foco tem sido meu trabalho, eu amo o que faço e quero fazer até os últimos dias de minha vida. Aquele rapaz sensível e emotivo ainda existe em mim, só que agora em uma mentalidade de Homem. Hoje percebo que valeu a pena cada esforço que tive com aquela bateria e cada sonho que sonhei a cada som que saía dela.


~ Josh Off ~

(Continua...)
------------------------------------------------------------------------------------------